Despesas com pessoal estouraram em 2012!, informa governo do Paraná

* Reunião do comitê anticrise para lavar “roupa suja”

Secretário Cássio Taniguchi.
Neste exato momento, na primeira reunião do comitê anticrise, no Palácio Iguaçu, o secretário do Planejamento, Cássio Taniguchi, informa que as despesas com pessoal bateram no limite da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Traduzinho: não haverá aumento de salário para os servidores públicos de carreira.

Outra má notícia da reunião: todos os investimentos previstos micaram.

Você acha que parou por aí? Que nada. Segundo Taniguchi, o projeto da presidenta Dilma, que prevê redução da tarifa de energia em até 28%, vai impactar negativamente em R$ 500 milhões para os cofres do governo.

O secretário do Planejamento também puxou a orelha dos colegas secretários. Sobrou até para o vice-governador e secretário da Educação, Flávio Arns (PSDB).

De acordo com Taniguchi, o Banco Mundial aprovou empréstimo de R$ 350 milhões ao Paraná. Agora, ressalta, a batalha será em Brasília (leia-se Senado). Ao todo, o governo do Paraná trabalha com a expectativa de R$ 2,4 bilhões de empréstimos junto ao BNDES, Banco do Brasil, BID e Banco Mundial.

O deputado Ademar Traiano (PSDB), líder do governo na Assembleia, pediu a palavra para chamar o secretariado de “molenga”. Segundo ele, falta atendimento qualificado no governo aos deputados e criticou a demora na tramitação de processos no executivo.

Veja também  Tarso Genro diz que frente é importante para devolver o demônio [Bolsonaro] ao inferno em 2022

Comments are closed.