Deputado pode estar envolvido em fraude de licitação na Educação

quadro_negroUm deputado federal pode estar envolvido nos esquemas de fraudes em procedimentos licitatórios relacionados à  área da educação. O blog apurou que o nome do parlamentar e o partido a que ele pertence não foram divulgados para não atrapalhar as investigações.

O Grupo de Atuações Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), braço policial do Ministério Público do Paraná, deflagrou ontem (11) a Operação Quadro Negro, que levou à  prisão oito pessoas, dentre as quais o ex-prefeito da Lapa Paulo Furiati (PMDB).

O Gaeco acredita que o esquema de fraudes em licitações na área educacional é mais profundo do que se imagina. O órgão estuda, inclusive, passar um pente fino! em todos os contratos firmados entre empresas de consultorias e as 399 secretarias municipais de Educação do Paraná.

Contratos de consultorias com a Secretaria de Estado da Educação (SEED) também poderão ser alvos de investigação do Gaeco.

O Gaeco aponta que concorrências eram forjadas e a licitação era direcionada a essas empresas, a preços acima dos praticados no mercado. Segundo as investigações, os serviços eram desnecessários ou sequer eram, de fato, prestados.

Um dos esquemas investigados pela Operação Quadro Negro consiste na simulação de licitação, onde uma mesma empresa apresenta três orçamentos laranjas!.

A indicação é de que o esquema partia dos empresários, que chegam à s prefeituras e ofereciam os projetos!, revela o coordenador do Gaeco do Paraná, promotor Leonir Batisti.

Além do Paraná, o esquema de fraudes na Educação tem ramificações nos estados Minas Gerais, Distrito Federal e Santa Catarina.

Veja também  Monalisa Perrone viraliza ao enquadrar Deltan Dallagnol na CNN Brasil [assista]

Comments are closed.