Crise dos mísseis: Venezuela expandirá cooperação militar com a Rússia, diz presidente Nicolás Maduro

A Rússia é totalmente apoiada pela Venezuela diante das ameaças da Otan e do mundo ocidental, enfatizou Nicolás Maduro

A Venezuela expandirá a cooperação com a Rússia na esfera militar para defender a paz e sua soberania, disse o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, na quarta-feira (16/02).

A declaração do líder bolivariano se deu após a ameaça de Vladimir Putin de instalar mísseis na Venezuela e em Cuba, no auge da crise com a OTAN acerca da Ucrânia.

– Revisamos os planos de cooperação militar e endossamos uma área de forte cooperação militar entre a Rússia e a Venezuela para defender a paz, a soberania e a integridade territorial – disse ele à Venezolana de Television, emissora estatal.

– O ministro da Defesa, Vladimir Padrino, tem instruções claras sobre este assunto. Vamos expandir o programa [de cooperação] com um poder militar como a Rússia.

Maduro enfatizou que a Rússia é totalmente apoiada pela Venezuela diante das ameaças da OTAN e do mundo ocidental.

Na quarta-feira, o vice-primeiro-ministro russo Yuri Borisov iniciou sua visita à Venezuela.

Borisov co-preside a comissão intergovernamental de cooperação comercial e econômica e técnica com a Venezuela.

A delegação russa inclui funcionários do Ministério das Finanças, Ministério da Energia, Ministérios do Desenvolvimento Econômico, da Indústria e Comércio, da Agricultura e outros.

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PL), após encontro com Putin, dificilmente apresentará resistências à cooperação militar venezuelana com a Rússia.

Nos primeiros dois anos de governo, Bolsonaro elevava a temperatura sugerindo que poderia invadir a Venezuela – a pedido dos Estados Unidos e de Donald Trump. No entanto, a partir de agora, Maduro e seu colega brasileiro estão dançando a mesma música no mesmo Ballet Bolshoi.

Se a Rússia é totalmente apoiada pela Venezuela, não tem oposição do Brasil nem da Argentina.

Veja também  Bolsonaro rejeita desapropriar terra de criminoso ambiental

Como diz aquela propaganda da transportadora, o mundo gira e a Lusitana roda.