PF realiza operação contra alvo da CPI da Pandemia, que faz sessão ao vivo

CPI ouve hoje advogado suposto sócio oculto da FIB Bank e amigo de Ricardo Barros

A CPI da Pandemia ouve nesta quarta-feira (01/09, a partir das 9h30, o advogado Marcos Tolentino da Silva, apontado como sócio oculto da empresa FIB Bank e amigo do líder do governo, Ricardo Barros (PP-PR). O Blog do Esmael transmite a sessão ao vivo para o Brasil e o mundo.

Assistir CPI da Pandemia ao vivo

A convocação foi sugerida pelo vice-presidente da comissão, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Segundo o parlamentar, a FIB Bank forneceu à Precisa Medicamentos uma garantia irregular no negócio de compra da vacina indiana Covaxin pelo Ministério da Saúde.

Randolfe destaca que a garantia oferecida no contrato de R$ 1,61 bilhão é do tipo fidejussória, o que não estava previsto no documento assinado entre a Precisa, o Ministério da Saúde e a farmacêutica Bharat Biotech. De acordo com o contrato, a garantia para cobrir 5% do negócio (R$ 80,7 milhões) deveria ser uma fiança bancária, um seguro-garantia ou uma caução em dinheiro ou títulos da dívida pública.

O senador destaca ainda que a “carta de fiança” oferecida pela FIB Bank foi apresentada dez dias após o fim do prazo contratual. Ainda assim, o Ministério da Saúde incluiu a garantia fidejussória no sistema de pagamentos do governo federal como se fosse um seguro-garantia.

Leia também

Renan vê “roubalheira” e anuncia relatório da CPI no final de setembro

Motoboy não é obrigado comparecer à CPI da Pandemia, decide Nunes Marques

Ratinho Junior reaparece em público com Ricardo Barros, líder de Bolsonaro na Câmara, investigado na CPI