Com medo de vaia, Ratinho Junior não discursa na Marcha para Jesus

Cachorro mordido por cobra tem medo até de linguiça, diz o ditado popular.

O governador Ratinho Junior (PSD) não discursou na Marcha de Jesus 2022, em Curitiba, neste sábado (21/05), que contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Por sua vez, Bolsonaro fez uma curta fala repetindo bordões já surrados e embolorados.

– Só Deus me tira daquela cadeira – disse, por exemplo, indicando que deseja passar cola “durepix” para ficar no cargo.

Na última vez que discursou ao lado de Bolsonaro, em Maringá, no ano passado, Ratinho Junior foi solenemente vaiado pelos apoiadores do presidente da República.

Bolsonaro e Ratinho Junior
O governador Ratinho Junior (PSD) não discursou na Marcha de Jesus 2022, em Curitiba, neste sábado (21/05), que contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro (PL). Foto: José Dias/PR

No entanto, longe dos olhos do público, Ratinho Junior e Bolsonaro se reuniram com líderes religiosos em local fechado [Teatro Guaíra].

Para os bolsonaristas, os combustíveis têm preço alto por causa do governador que cobra o ICMS.

Essa crença dos seguidores de Bolsonaro foi incutida pelo próprio presidente na tentativa de eximir-se de cobranças.

O medo de vaia de Ratinho Junior ainda foi reforçada com os recentes tarifaços na água, energia e gás natural cujos preços são administrados pelo governo do estado. As base sociais das igrejas evangélicas que marcharam hoje na capital paranaense são consumidores populares.

Apesar de não discursar hoje no evento evangélico, que reuniu cerca de 20 mil pessoas, Ratinho Junior jurou fidelidade “canina” a Jair Bolsonaro. Eles até comeram ontem uma pizza na noite fria curitibana, na chegada de Bolsonaro.

Veja também  Bolsonaro vai anunciar auxílio emergencial de R$ 300 na terça-feira