Ciro Gomes: 'o PT votou "todo" a favor da PEC dos Precatórios'

Ciro Gomes: ‘o PT votou “todo” a favor da PEC dos Precatórios’

O pré-candidato do PDT a presidente, Ciro Gomes, usou a votação dos senadores do PT na PEC dos Precatórios para espezinhar o partido do ex-presidente Lula.

Segundo Ciro, os três senadores do PDT votaram contra o calote nos precatórios enquanto o PT votou “todo” a favor da PEC dos Precatórios.

“O que eles falam no almoço, não serve para o jantar”, sentenciou Ciro Gomes, que, na votação da Câmara, chegou a suspender sua pré-candidatura até que a bancada do PDT se reposicionasse votando contra a PEC.

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, também tirou uma casquinha dos petistas –sem citá-los explicitamente: “No Senado, o PDT votou CONTRA a PEC dos Precatórios. Outro partido progressista votou a favor. Não vi nenhum escândalo na internet.”

Votaram NÃO à PEC dos Precatórios:

  • Renan Calheiros (MDB);
  • Cid Gomes (PDT);
  • Eduardo Girão (PODE);
  • Leila Barros (Cidadania);
  • Reguffe (PODE);
  • Fabiano Contarato (REDE);
  • Eliziane Gama (Cidadania);
  • Weverton (PDT);
  • Álvaro Dias (PODE);
  • Oriovisto Guimarães (PODE);
  • Styvenson Valetin (PODE);
  • Lasier Martins (PODE); e
  • Acyr Gurgacz (PDT).

O Senado aprovou em segundo turno a PEC 23/2021, que estabelece novo regime de pagamentos de precatórios e cria regime fiscal. A proposta vai viabilizar o pagamento do Auxílio Brasil. A matéria volta à Câmara dos Deputados.

Precatórios são dívidas do governo com sentença judicial definitiva, podendo ser em relação a questões tributárias, salariais ou qualquer outra causa em que o poder público seja o derrotado.

Leia também

Federação partidária avança entre PT, PSB e PCdoB e isola Ratinho Junior no Paraná

Ciro Gomes diz que ‘Moro é uma versão de Bolsonaro’ e que pesquisa é ‘retrato do momento’

Tic-tac: PDT discute retirada da candidatura de Ciro Gomes