Chique no último: Aécio Neves recebeu propina da Odebrecht em NY

A revista Veja fulmina neste fim de semana as pretensões presidenciais de Aécio Neves ao revelar que o tucano recebeu propina da Odebrecht em Nova York.

Segundo a publicação da Editora Abril, Aécio usou como “laranja” na operação bancária a própria irmã — a jornalista Andrea Neves.

A Veja afirma que teve acesso à delação premiada de Benedicto Junior, o BJ, ex-­pre­sidente da Odebrecht Infraestrutura.

Andrea Neves, 58, é uma das principais conselheiras de Aécio na política e foi responsável pela área de comunicação de seu governo (2003- 2010) em Minas Gerais.

A reportagem de Veja liquida com o sonho de Aécio eleger-se presidente da República e a revista de extrema-direita sinaliza que poderá adotar o prefeito paulistano, também tucano, como candidato em 2018.

Resta saber se o procurador-geral da República Rodrigo Janot e o juiz Sérgio Moro, da Lava Jato, levarão em consideração esse verdadeiro batom na cueca do senador do PSDB.

Veja também  INSS divulga calendário de retomada da prova de vida

Comments are closed.