CCJ da Câmara aprovou o fim da aposentadoria

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, presidida pelo deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), aprovou na madrugada desta quinta (15) a admissibilidade do fim das aposentadorias como determinou o ilegítimo Michel Temer (PMDB).

Foram 31 votos favoráveis e 20 contrários ao relatório da PEC 287/2016, de autoria do deputado Alceu Moreira (PMDB-RS).

A proposta do Tinhoso é que o trabalhador contribua 49 anos ininterruptos para se aposentar com o salário integral. Na prática, a Câmara deu início à marcha pelo fim do benefício previsto na Constituição de 1988.

Pela proposta de Temer, o trabalhador vai contribuir para a previdência, mas também vai morrer sem receber a aposentadoria.

O fim da aposentadoria visa gerar superávit nas contas do governo para garantir o pagamento dos juros da dívida interna. Ou seja, Temer e o Congresso se transformaram em vis despachantes de bancos e especuladores do mercado financeiro.

Entretanto, pelo acordo de lideranças, o plenário da Câmara só apreciará a matéria em fevereiro de 2017 após a eleição da mesa.

Leia a íntegra do relatório da PEC da Aposentadoria:

http://www.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2016/12/pec287.pdf

Comments are closed.