Candidatura de Aécio Neves já causa racha no PSDB

Alvaro, Aécio e Aloysio se engalfinham no ninho tucano.
O lançamento da candidatura do senador Aécio Neves à  presidência da República causou um racha no PSDB. O político mineiro está longe simbolizar a unidade no ninho tucano. Seus colegas de Senado, Alvaro Dias (PR) e Alysio Nunes Ferreira (SP), na prática, desautorizaram o presidente da sigla, Sérgio Guerra (PE), que colocou o nome de Aécio tanto para disputar com Dilma Rousseff (PT), em 2014, quanto para presidir o partido, em 2013.

Alvaro e Aloysio Nunes Ferreira acreditam que não é hora de tratar da eleição. O senador paulista diz que a convenção do PSDB vai “coroar o processo” antes de decidir o nome para a presidência da República.

Alvaro, por sua vez, resgata a proposta da realização de eleição primária no partido. Ele defende a participação da militância tucana na escolha do candidato à  sucessão de Dilma.

“A população não está ainda interessada no processo eleitoral de 2014”, argumenta o senador paranaense, ao considerar prematura a candidatura de Aécio. Para Alvaro, a antecedência favorece os adversários que terão tempo para procurar “virtudes e defeitos” no indicado.

Veja também  Eleição 2020: PCdoB desiste de candidatura própria no Rio para apoiar o PT

Comments are closed.