Bruno Meirinho, do PSOL, comenta os 2% no Datafolha

20121003-214602.jpg

“O crescimento, de 1% para 2%, revela que os eleitores de Curitiba estão deixando de lado o tal do voto útil e, no próximo dia 7, vão votar no candidato que reflete a esperança de uma nova Curitiba, sem desigualdades e livre de opressões.”

Os comentários estão encerrado.