Bolsonaro não esperava por essa: oposição pede criação de CPI da Petrobras

O presidente cessante Jair Bolsonaro (PL) pode ser engolido pela sua própria esperteza, se depender dos oposicionistas no Congresso Nacional, que protocolaram nesta sexta-feira (17/06) pedido de abertura da CPI da Petrobras. O objetivo é investigar os ‘reais motivos’ dos aumentos abusivos nos preços dos combustíveis.

“Esperto”, Bolsonaro construiu a narrativa de que a culpa dos sucessivos aumentos é da Petrobras – empresa que a União tem controle acionário. No entanto, a oposição pretende investigar a conduta do inquilino do Palácio do Planalto, que oscila entre a omissão e o dolo [quando o sujeito tem a intenção de obter o resultado].

Bolsonaro queria eximir-se da responsabilidade dos aumentos na gasolina e no diesel, impondo a falsa narrativa de que a estatal é uma “ilha” independente do governo federal, quando, na verdade, é a União quem controla a companhia.

Lula detona Bolsonaro por novo aumento no preço dos combustíveis

Novo aumento dos combustíveis provou que problema não era ICMS, mas o governo Bolsonaro

Senado aprovou projeto inócuo sobre combustíveis, critica PT, que votou contra a demagogia de Bolsonaro

A iniciativa de abrir uma CPI para investigar Bolsonaro, pelos aumentos na Petrobras, partiu dos senadores Jean Paul Prates (PT-RN), líder da minoria, e Randolfe Rodrigues (Rede-AP), líder da oposição.

O senador Randolfe Rodrigues deu o roteiro da CPI da Petrobras:

– Se o governo acha que podem usar o Congresso para construir uma narrativa fantasiosa de que não tem nada a ver com a alta dos combustíveis, nós dobramos a aposta e vamos mostrar quem de fato é responsável – disse o líder da oposição. “Quero ver assinarem o nosso pedido”, desafiou.

Cabe ao autor da CPI a relatoria ou a presidência da comissão parlamentar de inquérito, independentemente do tamanho da bancada no Congresso.

Veja também  Bolsonaro e Guedes produziram mais de 2 Venezuelas de pobres e famintos no Brasil

Blog do Esmael, notícias verdadeiras.