Bolsonaro fará a censura ideológica no Enem

O governo Bolsonaro (PSL) vai criar uma comissão para fazer um filtro ideológico do banco de questões do Enem. As questões que desagradem os posicionamentos de extrema direita do governo devem ser expurgadas.

LEIA TAMBÉM: Moro, com ciúmes de Bebianno, quer retomar os vazamentos comprometedores

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), responsável pelo exame, prepara uma portaria que deve ser publicada nos próximos dias para criar a comissão.

O principal alvo será a dita “ideologia de gênero”, termo usado pela direita para falar pejorativamente contra as iniciativas de educação sexual e respeito à diversidade LGBT.

Mas os servidores do próprio instituto temem que a censura alcance as visões críticas da ditadura militar e outros assuntos.

Ou seja, começou a censura na educação.

Com informações da Folha de S. Paulo.