Bebianno diz que Moro negociou ministério antes do resultado das eleições; assista

Em entrevista ao canal do Youtube do jornalista Fabio Pannunzio, o ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, afirmou que o ex-juiz Sérgio Moro teve “5 ou 6” encontros com Paulo Guedes (atual ministro da Economia) antes do do resultado das eleições de 2018 e manifestou sua disposição em assumir o ministério da Justiça em um provável governo de Jair Bolsonaro.

LEIA TAMBÉM:
Gilmar Mendes confirma votação de suspeição de Sérgio Moro

Deltan Dallagnol, o ‘carrasco’ da Lava Jato, deve ser punido no CNMP

PEC da Prisão em 2ª instância vira mico na CCJ da Câmara

“O Paulo Guedes estava na sala, me puxa, me chama e falou assim: Bebianno eu quero conversar com você aqui um negócio importante. E foi a primeira vez que o Paulo Guedes mencionou que estava conversando com o Sergio Moro. Ele me contou que já tinha tido 5 ou 6 conversas com o Sérgio Moro e que o Sérgio Moro estaria disposto a abandonar a magistratura e aceitar esse desafio como ministro da Justiça”, disse Bebianno na entrevista.

A revelação de Bebianno reforça a tese de que Moro condenou o ex-presidente Lula para impedi-lo de disputar a eleição visando obter uma recompensa futura. Ou seja, o cargo de ministro da Justiça.

Assista:

Veja também  PT aciona PGR e CNMP contra procuradores da Lava-Jato