Após chabu em painel, Câmara retoma votação remota da PEC do Desespero

O presidente da Câmara Arthur Lira (PP-AL), sob o signo da suspeita, reabriu na tarde desta quarta-feira (13/07) a sessão de votação da PEC do Desespero, que ontem havia sido suspensa por falha no painel eletrônico.

Na volta dos trabalhos em plenário, com possibilidade de votação remota, dois destaques do PT à Proposta de Emenda à Constituição do Estado de Emergência (PEC 15/22).

Ainda é necessário analisar outros quatro destaques para concluir a votação da proposta em primeiro turno.

Com a rejeição dos destaques, o texto manteve as condições de estado de emergência e de imprevisibilidade para adotar benefícios sociais e outras medidas de auxílio a vários setores da economia prejudicados pela inflação e alta de combustíveis.

A previsão é que a proposta permita ao governo gastar mais de R$ 41,2 bilhões até o fim do ano.

Acompanhe a sessão da Câmara ao vivo:

Plenário vota destaques à PEC do Estado de Emergência; acompanhe ao vivo pelo Blog do Esmael

Blog do Esmael, notícias verdadeiras.

LEIA TAMBÉM:

► Com votos da oposição, Câmara aprova texto-base da PEC do Estado de Emergência

► Ao vivo: PEC do Desespero, de R$ 41 bi, pode ser votada nesta terça pela Câmara dos Deputados

► Congresso aprova emendas secretas de R$ 19 bilhões para o ano que vem: suspeitas de corrupção

► Senado aprova assalto a velhinhos e deficientes que recebem Auxílio Brasil