Ao vivo: Sob protestos, Câmara de Curitiba conclui cassação do vereador Renato Freitas

A Câmara Municipal de Curitiba (CMC) está concluindo nesta quarta (22/06), em segunda votação, a perda de mandato do vereador Renato Freitas (PT).

Sob protestos, os vereadores estão realizando o segundo turno do julgamento do parlamentar negro.

A CMC sinaliza pela cassação de Renato Freitas, que é acusado de quebra de decoro parlamentar ao participar, no dia 5 de fevereiro, de manifestação contra o racismo e em protesto aos assassinatos de Moïse Kabagambe e de Durval Teófilo Filho.

Na votação de primeiro turno, na terça (21/06), o resultado foi de 25 a 7 votos pela perda do mandato do vereador petista.

Por 25 votos a 5, vereador Renato Freitas é cassado pela Câmara de Curitiba [vídeo]

Análise: Ódio racial é o motivo para cassar vereador negro Renato Freitas

Vários vereadores e a frente política brasileira entendem essa cassação como um ato de racismo estrutural na CMC.

O ex-senador Roberto Requião, pré-candidato ao governo do Paraná, disse que foi “triste” e “decepcionante” a atitude da Câmara de Vereadores de Curitiba, que votou a cassação de Renato Freitas.

– Decadência ética e moral, negação absoluta de qualquer visão cristã. Racismo puro, medíocre e estúpido! – considerou ele.

Blog do Esmael, notícias verdadeiras.

Acompanhe a sessão avivo:

Veja também  Sob Bolsonaro, o Brasil aprofundou a pobreza e ficou mais distante do mundo