Véio da Havan processa o youtuber Felipe Neto por suposta calúnia no caso da falsificação de óbito

Véio da Havan processa o youtuber Felipe Neto por suposta calúnia no caso da falsificação de óbito

YouTuber afirmou em suas redes sociais que o empresário falsificou atestado de óbito da própria mãe, a senhora Regina Hang

O empresário bolsonarista Luciano Hang, conhecido como Véio da Havan, apresentou queixa-crime contra o YouTuber Felipe Neto em razão de suposto crime de calúnia cometido no último dia 23 de setembro de 2021. Nas redes sociais, Felipe Neto afirmou que o Véio da Havan teria cometido o delito de falsidade ideológica ao participar de falsificação do atestado de óbito de sua mãe, Regina Hang, falecida em 4 de fevereiro por covid.

Segundo o empresário catarinense, reportagens divulgadas à época, baseadas em um dossiê entregue à CPI da Pandemia, nunca imputaram que a fraude teria sido praticada por Luciano Hang. Os textos atribuíram a responsabilidade pela elaboração do atestado ideologicamente falso exclusivamente ao hospital Prevent Senior e, consequentemente, aos médicos que lá trabalhavam à época dos fatos.

Mesmo assim, reclama o Véio da Havan, em publicações nas redes sociais, Felipe Neto utilizou-se das matérias produzidas contra a referida operadora de saúde, iniciou uma nova – “e mentirosa” – narrativa, dizendo que Luciano Hang estava pessoalmente envolvido na falsificação do atestado de óbito da própria mãe.

Para Luciano Hang, na sagaz tentativa de evitar sua responsabilidade criminal pelo fato, Felipe Neto fez a sugestão de que não seria ele quem teria iniciado essa afirmação, mas que somente estaria replicando uma matéria jornalística.

“Ou seja, Felipe Neto tenta induzir o raciocínio daqueles que o lerem, deturpando informações e criando uma nova narrativa, cujo único objetivo é manchar a imagem e a honra de Luciano Hang”, disse o Véio da Havan.

Em tempo: Véio da Havan é pré-candidato ao Senado por Santa Catarina.