Brasil 247 anuncia documentário sobre como Sergio Moro ficou milionário nos Estados Unidos

Sergio Moro anuncia turnê de lançamento em dezembro. Agora vai?

O ex-ministro e suspeito ex-juiz Sergio Moro, pelo Twitter, anunciou uma turnê no mês de dezembro a pretexto de lançar um livro. O evento terá tradução simultânea para o português. Moro é pré-candidato a presidente em 2022 pelo Podemos, partido ao qual se filiou na semana passada.

Com o título “Sergio Moro contra o sistema de corrupção” o livro é uma contraposição à obra do jornalista Milton Alves, autor de ‘Lava Jato, uma conspiração contra o Brasil’, que expõe as vísceras da fraude representada pelo suspeito ex-juiz.

“Moro e sua turma apostam no definhamento do apoio do eleitor de direita e extrema direita ao presidente Bolsonaro. O cálculo considera que o casamento político com o Centrão, o abandono da pauta anticorrupção e as dificuldades econômicas podem provocar a fuga do eleitor conservador em direção ao ex-juiz”, avalia Milton Alves, especialista na Operação Lava Jato, cuja força-tarefa foi desarticulada neste ano.

Segundo o suspeitíssimo Moro, sua turnê terá o seguinte roteiro:

  • Curitiba – 02/12
  • Recife – 05/12
  • São Paulo – 07/12
  • Rio de Janeiro – 09/12

Com a turnê, agora vai?

Os institutos de pesquisas garantem que Sergio Moro não faz nem para o fumo, como se diz no interior do País. O moço da Lava Jato fica na margem de erro das intenções de voto. Um horror.

Moro é agente da CIA, segundo Requião

Sempre que perguntado, o ex-senador Roberto Requião afirma que Sergio Moro é um agente da CIA.

Para o veterano político paranaense, o ex-juiz da Lava Jato atuou para favorecer os interesses americanos pelo petróleo e abrir espaço para a indústria civil pesada dos Estados Unidos após o desmonte promovido contra as empreiteiras multinacionais brasileiras abaixo nominadas:

  • OAS
  • Camargo Corrêa
  • Andrade Gutierrez
  • Queiroz Galvão
  • UTC Engenharia
  • Engevix
  • IESA Óleo e Gás
  • Toyo Setal
  • Mendes Júnior
  • Galvão Engenharia
  • Skanska
  • Promon Engenharia

Requião costuma contar uma anedota segunda qual, quando ainda ministro da Justiça, Moro levou o presidente Jair Bolsonaro para conhecer as instalações da CIA nos Estados Unidos. Chegando lá, o telefone celular do suspeito ex-juiz conectou automaticamente ao Wi-Fi da Central de Inteligência Americana.

“Qual será o desfecho para Sergio em 2023?”, perguntou um navegante na timeline do pré-candidato ao governo do Paraná. “Na minha opinião agente da CIA no Paquistão!”, cravou Requião.