Carlos Lupi, do PDT, sobre Sergio Moro: o Inferno tem que ganhar sempre?

Pelas cores e pautas conservadoras, Sergio Moro quer tirar Bolsonaro do segundo turno em 2022

O presidente Jair Bolsonaro que se cuide. A filiação no Phodemos do ex-juiz e ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, foi um ato político recheado de recados –inclusive com as pautas e cores ao fundo, que, supostamente, pertencem ao inquilino do Palácio do Planalto.

Com a imagem de uma bandeira tremulando ao fundo do púlpito, Moro discorreu sobre “economia” [quá] durante discurso de 50 minutos na Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

Sergio Moro lançou nesta quarta (10/11) o que seria um embrião do plano de governo neoliberal para 2022. Nada que o atual Jair Bolsonaro já não esteja fazendo. Confira algumas palavras-chaves no discurso do ex-juiz da Lava Jato:

  • livre mercado
  • livre empresa
  • livre iniciativa
  • privatizar estatais ineficientes
  • abrir e modernizar a economia para mercados externos
  • inovação e competição
  • força-tarefa de erradicação da pobreza

A burguesia paulistana e a velha mídia corporativa torceram o nariz para o evento de hoje em Brasília porque, até prova em contrário, Bolsonaro já vem fazendo tudo que o “mercado” exige do erário. ‘Pra que mexer em time que está ganhando’, imaginam os gordos banqueiros e especuladores –sanguessugas do orçamento público nacional. A Globo sequer transmitiu o evento ao vivo, nem a GloboNews.

Aos olhos de parte do capital nacional, Moro é menos confiável que Bolsonaro. O ex-juiz tem ligações umbilicais com os Estados Unidos, que geram desconfianças de setores dos mais endinheirados.

Sergio Moro não tem palanques regionais e se sua entrada na corrida presidencial for efetivada, como candidato, certamente haverá uma divisão na direita. Em Curitiba, por exemplo, base eleitoral do ex-juiz, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) já virou nas pesquisas de intenção de voto. A fragmentação dos fundamentalistas [bolsominions + lavajatistas] ajuda bastante o petista na capital do Paraná.

Por ser considerada uma “cidade teste”, a virada de Lula em Curitiba poder-se-á reproduzir noutras capitais brasileiras.

Leia também

Leia a íntegra do discurso de Sergio Moro na filiação ao Podemos [com vídeo]

Lula virou em Curitiba; pesquisa inédita mostra estrago de candidatura Moro no projeto de reeleição de Bolsonaro

E o PT? TCU determina que procuradores da Lava Jato devolvam diárias de farra milionária

O discurso de Moro [vídeo]