O PDT ajudou aprovar PEC dos Precatórios; Ciro Gomes pode desistir da disputa presidencialé de Paulo Guedes, mas Ciro Gomes ataca o PT horas depois de pedir "trégua"

PDT ajudou aprovar PEC dos Precatórios; Ciro Gomes pode desistir da disputa presidencial

A bancada do PDT na Câmara não jogou fechada contra a PEC dos Precatórios. Ao menos cinco deputados pedetistas ajudaram o governo Jair Bolsonaro a aprovar o texto-base da PEC 23/21 no plenário desta terça-feira (09/11). A proposta recebeu 336 votos favoráveis, 140 contrários e uma abstenção.

Confira os deputados do PDT que votaram a favor da PEC do Calote:
• Alex Santana (PDT-BA) -votou Sim
• Eduardo Bismarck (PDT-CE) -votou Sim
• Silvia Cristina (PDT-RO) -votou Sim
• SubtenenteGonzaga (PDT-MG) -votou Sim

Indiretamente, o PDT ainda ajudou o governo com mais duas ausências na votação:
• Jesus Sérgio (PDT-AC)
• Marlon Santos (PDT-RS)

Antes da votação, o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, prometeu que a questão estava fechada entre a bancada e a executiva nacional pedetista.

“Em reunião na sede do PDT em Brasília, a Executiva Nacional e a Bancada Federal concordaram em encaminhar voto contrário no segundo turno da PEC dos Precatórios”, disse Lupi, que não conseguiu entregar o resulto prometido.

Na semana passada, o ex-ministro Ciro Gomes ameaçou abandonar a candidatura presidencial se a bancada do PDT não voltasse atrás na votação da PEC dos Precatórios.

Além de Ciro, o deputado Túlio Gadêlha (PDT-PE) disse que vai avaliar sua permanência no partido. O parlamentar pernambucano afirmou ainda que o deputado estadual Goura Nataraj, do Paraná, também estuda deixar a agremiação.

Depois do condicionamento de Ciro e Túlio, apenas 9 deputados reviram seu voto na votação da PEC do Calote. O PDT tem 25 deputados, 14 tinham votado com o governo 1º primeiro turno, mas cinco mantiveram o voto no segundo turno e outros dois faltaram à sessão.

O PSB, que tem uma bancada com 32 deputados, também ajudou o governo vencer a PEC dos Precatórios.

Veja os deputados socialistas que votaram favoravelmente à PEC do Calote:

• Cássio Andrade (PSB-PA) -votou Sim
• Emidinho Madeira (PSB-MG) -votou Sim
• Felipe Rigoni (PSB-ES) -votou Sim
• Jefferson Campos (PSB-SP) -votou Sim
• Liziane Bayer (PSB-RS) -votou Sim
• Luciano Ducci (PSB-PR) -votou Sim
• Ricardo Silva (PSB-SP) -votou Sim
• Rodrigo Coelho (PSB-SC) -votou Sim
• Rosana Valle (PSB-SP) -votou Sim

Indiretamente, o PDT ainda ajudou o governo com mais três ausências na votação:
• Felipe Carreras (PSB-PE)
• Júlio Delgado (PSB-MG)
• Milton Coelho (PSB-PE)

Neste momento, o plenário da Câmara analisa os destaques da PEC 23/21.

Para o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), o PDT deu cheque de R$ 90 bilhões para a reeleição de Jair Bolsonaro.