Morte da jornalista Cristiana Lôbo gera comoção de colegas na Globo e nas redes sociais. Foto: divulgação

Morte da jornalista Cristiana Lôbo gera comoção de colegas na Globo e nas redes sociais

Jornalistas que dividiam a bancada da GloboNews choraram ao noticiar a morte da comentarista Cristiana Lôbo. Além de Leilane Neubarth, Natuza Neri e Marcelo Cosme foram às lágrimas durante a programação desta quinta-feira (11/11).

Cristiana Lôbo morreu hoje vítima de mieloma múltiplo, aos 64 anos. Ela estava internada com pneumonia no Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

“Não estou conseguindo aceitar a partida da @cristilobo.Ela gostava tanto de viver. Tinha tanto o que viver. Que devastador, meu Deus”, tuitou Natuza.

“Estamos todos sofrendo aqui, tá muito difícil fazer jornal neste dia, mas vamos seguir em homenagem a Cristiana. Aprendi demais com ela como jornalista e ser humano”, afirmou Leilane.

A repercussão da partida da jornalista foi imediata nas redes sociais. A forte emoção dos colegas ajudou na viralização.

“Registro meu pesar pelo falecimento da jornalista Cristiana Lobo. Dotada de uma habilidade de comunicação única e de extrema capacidade de leitura política, Cristiana deixa um legado imenso para o jornalismo brasileiro. Meus sentimentos aos familiares e colegas”, manifestou-se o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal.

A presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann (PT-PR), também comentou no Twitter o falecimento.

“Meus sentimentos aos familiares e amigos da jornalista Cristiana Lobo que faleceu hoje depois de uma batalha contra o câncer. Que tenham conforto nesse momento difícil”, escreveu a dirigente petista.

“Os últimos dias têm sido muito difíceis, com perdas dolorosas. Cris Lôbo era uma jornalista fantástica e uma pessoa muito gentil. Gostava muito dela. Discreta, levava informação com precisão absoluta. Uma dama. Vai fazer muita falta”, disse o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, um dos nomes da “terceira via” para a disputa presidencial de 2022.

O presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), divulgou em seu perfil no Twitter: “Você é uma profissional que todos nós gostávamos de conversar. Que ouvia, ouvia e ouvia. Mas falava, falava e falava. Analisava tudo em um único café. Antecedia os fatos, antecedia as crises. Via a notícia antes mesmo dela existir.”

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) também expressou solidariedade à família da jornalista Cristiana Lôbo. “Tive o privilégio de conviver com essa competente profissional durante anos no Congresso. O jornalismo perde uma grande referência e também está de luto.”

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) lamentou “profundamente” o falecimento da jornalista Cristiana Lôbo. “Além de profissional séria e competente, era extraordinária figura humana. Minhas condolências à família.”

O presidente Jair Bolsonaro não se manifestou sobre a morte da jornalista da Globo.

Trajetória de Cristiana Lôbo

Passou pelo Estado São Paulo e estreou em 1997 na TV, na Globo News, integrando o time de comentarista do Jornal das 10. Ao longo da carreira na emissora, passou por todos os telejornais da casa. Também teve seu programa, Fatos e Versões, e uma coluna no G1.

Leia também

Vozes Progressistas na Cultura: Zé de Abreu e Paulo Betti debatem ao vivo combate ao fascismo; veja como participar

Petroleiros alertam para litro de gasolina acima de R$ 10 com política de preços de Bolsonaro

‘Moro e Bolsonaro: vejo uma coisa só’, já dizia a mulher do ex-juiz agora filiado no Phodemos