Lula receberá prêmio de revista da França enquanto Bolsonaro é rechaçado na Itália

Lula receberá prêmio de revista da França enquanto Bolsonaro é rechaçado na Itália

O presidente Jair Bolsonaro volta hoje das férias na Itália com um gosto amargo de vaias na bagagem. O mandatário aproveitou a viagem para o G20 no País da Bota para turistar e se reunir com a extrema direita italiana e europeia. No contrafluxo, o ex-presidente Lula receberá no dia 17 de novembro próximo o “Prêmio Coragem Política 2021” da revista francesa Politique Internationale.

De acordo com a publicação, Lula foi escolhido por seu trabalho como presidente do Brasil entre 2003 e 2010.

A revista da França afirma que as gestões de Lula são “uma obra marcada pelo desejo de promover a igualdade racial e social” no Brasil, e ressalta que, nos seus dois mandatos, mais de 30 milhões de brasileiros saíram da pobreza.

No anúncio da decisão, a Politique Internationale também afirma que Lula “volta a encarnar a esperança aos olhos de uma grande maioria dos seus compatriotas, decepcionados com a gestão de Bolsonaro”.

Além dos resultados alcançados como presidente, a postura de Lula diante da perseguição de que foi alvo também é motivo para que ele receba o prêmio. A revista destaca “a tenacidade exemplar” que Lula demonstrou “perante as perseguições políticas e judiciais de que foi alvo — esforços recompensados com a decisão do Supremo Tribunal Federal de anular as suas condenações”.

O Prêmio Coragem Política é distribuído pela revista desde 1981, sempre que reconhece em alguma personalidade as qualidades necessárias a uma liderança. A premiação já foi concedida ao papa João Paulo II; e aos prêmio Nobel da Paz Anwar al-Sadat, ex-presidente do Egito, e Frederik De Klerk, ex-presidente da África do Sul.

Lula receberá o Prêmio em Paris no dia 17 de novembro na presença de inúmeras personalidades. A visita à capital francesa é parte de uma viagem que o ex-presidente realizará à Europa a partir do dia 11, com uma agenda que inclui reuniões com líderes políticos e sociais europeus. Durante a viagem, Lula deverá lembrar o papel que o Brasil já desempenhou no cenário internacional e como é possível recuperar a imagem do país.

Leia também

Hackearam o Estadão, ironiza advogado de Lula, sobre editorial do jornalão paulistano

Estadão estimula “medo” de Lula e PT nas eleições de 2022

Lula afirma que ‘o mundo sabe que ele é um mentiroso’, ao se referir a Bolsonaro