Eleição no Chile: Kast [direita] e Boric [esquerda] irão disputar o segundo turno

Eleição no Chile: Kast [direita] e Boric [esquerda] irão disputar o segundo turno

O ex-líder estudantil Gabriel Boric, de esquerda, 35 anos, irá enfrentar no segundo turno da eleição presidencial no Chile o fundamentalista de direita José Antonio Kast –aliado do presidente brasileiro Jair Bolsonaro (sem partido).

O segundo turno na eleição do Chile está marcado para o próximo 19 de dezembro.

Entre a população do país andino, Kast é chamado de “Bolsonaro Chileno”. Ele é um dos defensores da ditadura de Augusto Pinochet, que durou entre 1973 e 1990.

Se isso é um bom presságio para a esquerda, Gabriel Boric vence com 62% dos votos de eleitores chilenos no exterior enquanto os candidatos de direita José Antonio Kast e Sebastián Sichel, com 13,61% e 10,51% das preferências, respectivamente. Esses números são relativos a 53% das urnas apuradas no exterior.

Confira os números com 30,16% dos votos apurados no Chile:

▪ Kast: 29,05%
▪ Boric: 23,83%
▪ Parisi: 13,73%
▪ Provoste: 12,75%
▪ Sichel: 11,79%
▪ ME-O: 7,46%
▪ Artés: 1,39%

O Chile vem de violentos protestos em 2019, contra o projeto neoliberal de Sebástian Piñera, de o movimento que desembocou na Constituinte –que elaborou a nova Carta.

Acompanhe ao vivo a apuração no Chile

Leia também

Chile elege neste domingo seu novo presidente da República e o Congresso Nacional

Chile: oposicionistas e independentes lideram apuração em eleição para Constituinte

Chile aprova em plebiscito nova Constituição

Eduardo Bolsonaro fala em ‘cristofobia’ no Chile enquanto Pantanal e Amazônia queimam no Brasil