Comitê Lula Livre lança livro sobre farsa da Lava Jato na "casa" de Moro, em Curitiba

Comitê Lula Livre lança livro sobre farsa da Lava Jato na “casa” de Moro, em Curitiba

Com a participação do ex-senador Roberto Requião (sem partido), o Comitê Lula Livre lança nesta segunda-feira (22/11), às 18h30, em Curitiba, o livro Memorial da Verdade –que denuncia a farsa da operação Lava Jato. A organização do evento conta ainda com a organização do PT e da Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD).

O lançamento de hoje tem triplo significado:

1- Curitiba é considerada a base eleitoral do suspeitíssimo ex-juiz Sergio Moro;

2- Lula ficou preso ilegalmente 580 dias na capital paranaense; e

3- o local do evento [NINA – Comida com Arte] fica ao lado do Ministério Público Federal do Paraná –sede da finada Lava Jato– na Avenida Mal Deodoro 847, Centro.

Também há um sentido político importante: Lula está na frente de Moro das pesquisas de intenção de voto em Curitiba, ou seja, o ex-algoz perde do petista em casa.

No último dia 10 de novembro, a “IRG Pesquisa” em parceria com o Diário Indústria & Comércio divulgou sondagem mostrando que Lula virou na capital paranaense.

Nacionalmente, Lula tem 35% contra 11% de Moro –segundo levantamento divulgado hoje pela Paraná Pesquisas. Nesse cenário, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), com 29%, polariza com o ex-presidente petista.

Lula também vence Moro na região Sul por 25% x 15%, de acordo com a mesma Paraná Pesquisas.

Sobre o livro Memorial da Verdade

Trata-se de livro e plataforma digital, contando como Lula, após ser alvo da maior farsa e perseguição judicial da história do Brasil, conquistou 22 vitórias nos tribunais, provou sua inocência, recuperou seus direitos e voltou a ser a esperança do povo na reconstrução do Brasil.

“Muita gente acha que eu deveria esquecer o que eu passei. Eu digo pra vocês, não é possível esquecer. O que é possível é deixar que isso seja o mais importante. Não ficar refém do ódio. Mas não é possível esquecer”, disse Lula em agosto, quando a obra foi apresentada em São Paulo. “Eu nunca imaginei que seria acusado de corrupção. Nunca imaginei que tentariam destruir nossa imagem. Eu acreditava que tinham aprendido a lidar com a existência de um Partido dos Trabalhadores.”

O ex-presidente Lula afirmou que conseguiu provar que o ex-juiz Sergio Moro “é um canalha”. O ex-magistrado foi quem o condenou na Lava Jato, cujos processos foram anulados e Moro declarado suspeito.

“A tentativa de destruir o PT, de destruir a esquerda brasileira, não deu certo. Saímos desse processo muito mais fortes”, declarou Lula.

Em síntese, o livro Memorial da Verdade desmonta a farsa jurídica e política que encarcerou Luiz Inácio Lula da Silva e o impediu de disputar as eleições de 2018.

MEMORIAL DA VERDADE – SERVIÇO:

Data: segunda-feira, dia 22/11
Horário às 18h30
Local: NINA – Comida com Arte
Av. Mal Deodoro 847, Centro – Curitiba/PR

Para ter acesso ao Livro Memorial da Verdade e demais materiais, acesse:
https://pt.org.br/memorialdaverdade/

Organização:
Comitê Lula Livre
Partido dos Trabalhadores
ABJD – Associação Brasileira de Juristas pela Democracia

Assista ao segundo episódio do documentário Memorial da Verdade: