A rejeição de Bolsonaro chocou o Palácio do Planalto e alegrou Lula, que teve uma crise de riso

A rejeição de Bolsonaro chocou o Palácio do Planalto e alegrou Lula, que teve uma crise de riso

O ex-presidente Lula teve uma crise de riso após saber que seu principal adversário, Jair Bolsonaro, tem a rejeição 69% dos brasileiros que são avessos à ideia de mais quatro anos do mandatário no Palácio do Planalto. O petista teve de chupar um limão para parar de rir por causa da pesquisa Genial Quaest.

A pesquisa em questão aponta vitória de Lula no primeiro turno com 48% das intenções de voto, mais que a soma de todos os demais adversários. O ex-presidente vence em todos os cenários apresentados pelo instituto.

A pesquisa Genial Quaest ouviu 2.063 eleitores entre os dias e 3 e 6 de novembro de 2021.

Felipe Nunes, diretor do instituto de pesquisa, explica que o governo tem avaliação ruim ou péssima em todos os estratos sociais, políticos e econômicos. A insatisfação aumenta inclusive entre eleitores de Bolsonaro.

A desaprovação da gestão Bolsonaro ultrapassou o índice de 50% em todas as regiões.

Adeus, Bolsonaro
A percepção negativa sobre Bolsonaro em pessoas de todos os graus de escolaridade cresceu desde o último levantamento, em outubro: de 55% para 59% de desaprovação entre os que têm até o ensino fundamental, de 52% para 53% entre os que possuem até o ensino médio completo, e de 51% pra 56% entre a população com ensino superior.

“O motivo principal para este crescente mau humor dos brasileiros com o governo é o bolso”, ressalta Nunes. “Em julho, 41% dos brasileiros diziam que a pandemia de Covid era o maior problema do país e 28% a economia. Agora, 48% acham que a economia é o maior problema, e apenas 17% a saúde”, atesta o pesquisador.

“Entre os problemas econômicos, chama atenção o aumento da preocupação com a inflação. Entre julho e novembro, passou de 2% para 11% os que afirmam que esse é o principal problema do país. A falta de crescimento econômico saiu de 10% para 23% no mesmo período”, observa Nunes.

Lula já
Enquanto rejeita com veemência o desastre Bolsonaro na Presidência, o povo brasileiro abraça a ideia de um outro país, inclusivo, desenvolvido e solidário. A pesquisa da Genial Quaest confirma a liderança do ex-presidente Lula em todos os cenários da disputa eleitoral ao Palácio do Planalto em 2022. Lula está na frente em todas regiões do país.

Sobre a pesquisa da Genial Quaest

  • Lula (48%)
  • Bolsonaro (21%)
  • Sergio Moro (8%)
  • Ciro Gomes (6%)
  • João Dória (2%)
  • Rodrigo Pacheco (1%)

Em outro cenário, com o nome do governador Eduardo Leite e sem João Dória no páreo, Lula segue na dianteira, dentro da margem de erro, com 47%, Bolsonaro mantém 21%, Sergio Moro, 8%, Ciro Gomes, 7%, e Rodrigo Pacheco e Eduardo Leite aparecem empatados, com 1%.

2º turno dá Lula
Nas três simulações de segundo turno, Lula venceria todos os adversários se a eleição fosse hoje. No primeiro cenário, Lula seria eleito com 57% das intenções de voto, contra 27% de Bolsonaro.

Em uma disputa contra Sergio Moro, Lula também venceria com 57% das intenções de voto, contra 22% de Moro. Finalmente, em um confronto com Ciro Gomes Lula teria 53% dos votos, e Ciro, 20%.

Leia também

Mais uma pesquisa põe Lula na frente; petista vence no primeiro turno, segundo Genial/Quaest

Lula virou em Curitiba; pesquisa inédita mostra estrago de candidatura Moro no projeto de reeleição de Bolsonaro

Fernando Haddad: ‘Mercado aplaude calote e juiz ladrão’