Numa realidade paralela, trumpismo e bolsonarismo veem empresas de tecnologia americana como "agentes do comunismo" global.

Trump chama para a briga Twitter, Facebook, Netflix, Disney, CNN, Google e Amazon

Segundo jornal New York Times, o Trump Media and Technology Group, cujo site lista o clube privado de Donald Trump, Mar-a-Lago, como endereço para correspondência, tem grandes ambições. Uma apresentação de slides no site da empresa prevê uma competição não apenas com o Twitter e o Facebook, mas também com empresas como Netflix, Disney e CNN. Na categoria “oportunidade de longo prazo”, a empresa lista Google e Amazon como rivais em potencial.

Ou seja, o ex-presidente Donald Trump tem a ambição de derrubar os gigantes da tecnologia com o objetivo de polarizar a opinião nos Estados Unidos e, em 2024, voltar à Casa Branca.

O Times afirma que o aplicativo que ainda não foi lançado por Trump se chama Truth Social [em português, algo como “Verdade Social”]. Poucas horas depois de seu anúncio, os hackers alegaram ter criado contas falsas em uma versão de teste não lançada em nome de Trump e outros.

Para Donald Trump e seus seguidores, nos EUA, a CNN é rede de notícias a serviço do comunismo.
Para Donald Trump e seus seguidores, nos EUA, a CNN é rede de notícias a serviço do comunismo.

A iniciativa de Trump pode fazer escola no Brasil. A família do presidente Jair Bolsonaro também estuda criar uma versão desse aplicativo chamado Bozo Social. O projeto seria acompanhado pelo vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), o Carluxo, filho “Zero Três” do mandatário.

Nestas plagas, os Bolsonaro querem derrubar as empresas de aplicação de internet (Facebook, Twitter, Instagram, WhatsApp, etc.). Enquanto isso, o presidente migra seus seguidores para o Telegram, Gettr, dentre outras ferramentas alternativas até que ele lance seu próprio canal de mídia social –o Bozo Social.

Numa realidade paralela, trumpismo e bolsonarismo veem empresas de tecnologia americana como “agentes do comunismo” global.

Leia também

Trump cria sua própria rede social enquanto Bolsonaro estuda no Brasil a “Social Bozo”

Instagram e Facebook estão envelhecendo e correm perigo de desaparecer em breve

Facebook planeja construir um mundo virtual para seus usuários chamado ‘metaverso’

Bolsonaro propõe projeto que limita remoção de conteúdos em redes sociais