Sergio Moro não conseguiu nem eleger vereador em Curitiba

Sergio Moro não conseguiu nem eleger vereador em Curitiba

O prestígio eleitoral do ex-juiz Sergio Moro ficou manchado na eleição municipal de 2020, em Curitiba, quando sequer conseguiu eleger o empresário Fábio Aguayo, seu dileto amigo, candidato a vereador. Ele obteve apenas 1.027 votos na chapa do PSL.

Na ex-República de Curitiba se pergunta abertamente: se não conseguiu eleger seu vereador, por que raios Moro conseguiria votos suficientes para Senador? Não há dúvidas de que o ex-carrasco de adversários políticos e ideológicos é ruim de votos. Não elege nem vereador.

O anúncio de que ele se filiará no Podemos, uma mera formalidade, parece mais uma esperteza do senador Alvaro Dias, que lutará por mais um mandato, do que uma candidatura para valer de Sergio Moro ao Palácio do Planalto. A conta não fecha. O ex-juiz não é popular e não tem voto para essa “aventura”.

Segundo pesquisas de intenção de voto, o ex-juiz da Lava Jato não faz para o fumo.

Mesmo que decida pela corrida presidencial, Moro tem muito a explicar ao País: delações premiadas suspeitas; parcialidade nos julgamentos; violação de direitos humanos e da Constituição; quebra de empresas; desemprego de milhões; ataque à Petrobras e sua privatização; etc. e tal.

No mundo político real, ninguém levou a sério a pré-candidatura de Sergio Moro à Presidência pelo Podemos. Aliás, ele nem mora no Brasil há algum tempo.

Leia também

Globo afirma que Sergio Moro vai se filiar no Podemos para disputar a presidência em 2022

Rodrigo Pacheco filia-se ao PSD de olho na vice de Luiz Inácio Lula da Silva na eleição de 2022

Caravana Requião chega no sábado em Ponta Grossa

Entrevista com o candidato de Sérgio Moro, que perdeu para vereador em Curitiba: