Eduardo Leite tropeça e desfalca terceira via contra o "BolsoLula", segundo tese da Globo

Governador tucano Eduardo Leite tropeça e desfalca terceira via contra o “BolsoLula”, segundo tese da Globo

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, tropeçou na reta final das prévias no PSDB nacional que definirá o candidato à Presidência da República em 2022.

Com o “tropicão” do governador gaúcho, a terceira via fica desfalcada e reforça a tese da Globo de que a polarização fortalece o fenômeno “BolsoLula” nas eleições presidenciais do ano que vem.

Segundo o jornalista Políbio Braga, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) publicou um acórdão sobre um contrato considerado ilegal fechado pelo governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), com o Instituto de Desenvolvimento Gerencial (IGD), na época em que o tucano era prefeito do município de Pelotas, em 2014.

“Não há mais recurso. O caso, portanto, transitou em julgado”, escreveu o experiente jornalista.

Com isso, explica o jornalista gaúcho, Leite, que é pré-candidato à Presidência da República em 2022, poderá ser obrigado a devolver o valor desembolsado pelos cofres públicos, cerca de R$ 2 milhões, e ter os direitos políticos suspensos por até 8 anos.

Ainda de acordo com o blog do jornalista Políbio Braga, a ação foi impetrada pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul em razão da contratação sem licitação do IGD para prestar serviços de consultoria educacional para o município. A ação foi proposta pelo MP em 2014 e o acórdão foi publicado em maio deste ano.

“Ele está descendo para o TJRS e depois para a Comarca de Pelotas, dizendo respeito ao Agravo em Recurso Especial, que também tinha sido repelido, como repelidos foram todas as decisões anteriores, inclusive no juizado de primeiro grau”, destaca a reportagem de Políbio.

Agora, a ação de improbidade administrativa, iniciada em 2017 e suspensa no aguardo do STJ, volta a tramitar e pode resultar na condenação do governador Eduardo Leite.

O PSDB nacional realiza prévias internas no dia 21 de novembro, quando Leite baterá chapa com o governador de São Paulo João Doria.

Clique aqui para ler a íntegra do acórdão.