Gasolina já é vendida a R$ 9,50 em algumas partes do País, denuncia deputado Orlando Silva

Gasolina já é vendida a R$ 9,50 em algumas partes do País, denuncia deputado Orlando Silva

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro faz turismo na Itália, Paulo Guedes fica bilionário com especulação nos paraísos fiscais, os brasileiros já pagam até R$ 9,50 por litro de gasolina. A denúncia é do deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP).

“Esse é o preço da gasolina em alguns lugares do Acre [R$ 9,50]. Em São Paulo, já passa de 6,50 na maioria dos postos. E vem mais aumento por aí, pela incompetência do governo, que fez o dólar explodir, e pela política absurda de preços na Petrobras. Enquanto isso, Bolsonaro está passeando”, protestou neste sábado o parlamentar vermelho.

Neste feriadão de Finados, o preço médio do litro da gasolina no país é de R$ 7,88, porém há discrepâncias como essa no Acre e nas regiões mais longínquas do País.

A gasolina subiu 73,4% no ano e o diesel já acumula alta de 65,3% nas refinarias, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Os aumentos abusivos nos preços dos combustíveis ocorrem porque o governo Jair Bolsonaro manteve a política de paridade adotada pela estatal de petróleo desde a época de Michel Temer (MDB), em 2016. Nesse sistema, os preços dos derivados são aumentados de acordo com a variação do dólar e da cotação internacional de petróleo. A conta não fecha para os brasileiros porque os salários são em real enquanto para abastecer o carro ou comprar o gás de cozinha se paga em moeda americana.

Na Itália, onde também participa do G20, além de passear, Bolsonaro utiliza agendas paralelas para atacar empresas públicas brasileiras –quando se esperava que ele exaltasse companhias como a Petrobras, que orgulham o País.

“Petrobras é um problema. Mas estamos quebrando monopólios, com uma reação muito grande. Há pouco tempo era uma empresa de partido político. Mudamos isso”, atacou Bolsonaro dirigindo-se ao presidente da Turquia, Recep Erdogan.

Bolsonaro ainda atacou a imprensa e mentiu ao líder turco ao dizer que tem aprovação “boa” no Brasil.

Segundo pesquisas de opinião, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, lidera a corrida presidencial de 2022 e o petista pode vencer já no primeiro turno se a burguesia não tomar providências, dentre as quais fabricar candidaturas de “terceira via” –a exemplo de Sergio Moro e Ciro Gomes– para funcionar como linha auxiliar de Bolsonaro e ajudá-lo a chegar no segundo turno.

Leia também

Resultado do roubo na Petrobras: R$ 32 bilhões para acionistas somente em 2021

Venezuela tem a gasolina mais barata do mundo; 50 litros custa R$ 6,50 no país de Nicolás Maduro

Dia dos Finados: mais de 600 mil mortos na pandemia e dia refletir sobre o Fora Bolsonaro