"Facebook prejudica as crianças, alimenta a divisão e enfraquece a democracia”, diz ex-executiva da plataforma

“Facebook prejudica as crianças, alimenta a divisão e enfraquece a democracia”, diz ex-executiva da plataforma

Frances Haugen, ex-gerente de conteúdo do Facebook, em depoimento no Senado dos Estados Unidos, expôs as vísceras da empresa de aplicação na internet como jamais alguém mostrou ao mundo. Ela detalhou como a plataforma foi deliberada em seus esforços para manter as pessoas – incluindo crianças – viciadas em seu serviço.

Haugen disse que o Facebook propositalmente ocultou pesquisas perturbadoras sobre como os adolescentes se sentiam pior sobre si mesmos depois de usar seus produtos e como estava disposto a usar conteúdo odioso em seu site para fazer com que os usuários voltassem.

“Estou aqui hoje porque acredito que os produtos do Facebook prejudicam as crianças, alimentam a divisão e enfraquecem nossa democracia”, disse Haugen, 37 anos, durante seu depoimento. “A direção da empresa sabe como tornar o Facebook e o Instagram mais seguros, mas não fará as mudanças necessárias.”

O Facebook repetidamente rechaçou as críticas, dizendo que sua pesquisa foi tirada do contexto e mal compreendida.

O depoimento da ex-gerente do Facebook ocorreu um dia após o apagão nas plataformas de aplicação de Mark Zuckerberg: Facebook, WhatsApp e Instagram.

Leia também

Avisado de que candidatura de Moro é pra valer, Bolsonaro caiu na gargalhada e foi parar no ambulatório de tanto rir

Cúpula do MDB chama Requião para jantar com Lula em Brasília

Câmara convoca Paulo Guedes para explicar offshore em paraíso fiscal