Dilma desmente Ciro: 'ele está tentando de todas as formas reagir à sua baixa aprovação popular'

Dilma desmente Ciro: ‘ele está tentando de todas as formas reagir à sua baixa aprovação popular’

A ex-presidenta Dilma Rousseff (PT) desmentiu o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) sobre a participação de Lula em uma suposta conspiração para derrubá-la no impeachment.

Para a petista, Ciro está tentando de todas as formas reagir à sua baixa aprovação popular.

Dilma avalia como ineficaz o método do petista, que, segundo ela, deixa ele há mais de uma década com apenas um dígito nas pesquisas.

“Ciro Gomes está tentando de todas as formas reagir à sua baixa aprovação popular. Mais uma vez mente de maneira descarada, mergulhando no fundo do poço. O problema, para ele, é que usa este método há muito tempo e continua há quase uma década com apenas 1 dígito nas pesquisas”, escreveu nas redes sociais Dilma Rousseff.

Ciro disse, em uma entrevista ao Estadão, nesta quarta (13/10), que “quem produziu Bolsonaro foi a irresponsabilidade criminosa e corrupta de Lula”.

O ex-ministro ainda afirmou que “sua relação com o lulopetismo corrompido e neoliberal tosco está definitivamente encerrada”.

“Mente de maneira descarada e mergulha no fundo do poço”, repetiu Dilma.

O ex-presidente Lula não quis comentar mais esse devaneio de Ciro.

Pelos ataques de Ciro a Lula, analisam petistas, a pré-candidatura do PDT tem servido como “linha auxiliar” do presidente Jair Bolsonaro.

Ciro apela para a baixaria

Magoado com o desmentido de Dilma, Ciro apelou para a baixaria contra a ex-presidenta.

“Na vida nunca menti. Mas errei algumas vezes. Uma delas quando lutei contra o impeachment de uma das pessoas mais incompetentes, inapetentes e presunçosas que já passaram pela presidência. Claro, que estou falando de você, Dilma”, atacou o pré-candidato do PDT.

Leia também

Farra em Dubai causa dor de barriga no governo Ratinho Junior; deputado cobra explicações do Palácio Iguaçu

Ensandecidos, bolsonaristas acusam Igreja Católica de comunista; “mito” é vaiado [vídeo]

Como é um dia de trabalho do presidente? [Vídeo]