Caravana de Requião ruma para o município de Ponta Grossa; siga

Caravana de Requião ruma para o município de Ponta Grossa; siga

Depois de passar pelos municípios de Francisco Beltrão, no Sudoeste, e Jacarezinho, no Norte Pioneiro, a ‘Caravana Requião Me Chama Que Eu vou‘ ruma agora para Ponta Grossa, região dos Campos Gerais, que congrega 12 cidades.

  • Ponta Grossa
  • Arapoti
  • Telêmaco Borba
  • Tibagi
  • Carambeí
  • Teixeira Soares
  • Castro
  • Jaguariaíva
  • Palmeira
  • Piraí do Sul
  • Sengés
  • Ipiranga

O evento plural e suprapartidário é organizado pela deputada Mabel Canto (PSC), sua irmã, a vereadora Joce Canto (PSC) e o ex-prefeito pontagrossense Jocelito Canto.

“Requião foi um grande governador para Ponta Grossa e região. Construiu o hospital regional que salva muitas vidas. Por isso, é sempre uma honra recebê-lo em nossa cidade”, disse Mabel Canto.

O encontro será realizado no dia 23 de outubro, às 9h30, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de Ponta Grossa.

Requião deverá discutir com lideranças regionais de partidos e entidades do movimento popular questões ligadas ao desenvolvimento econômico do Paraná, a encampação dos pedágios, a redução das tarifas de água e luz, fim das privatizações e valorização do funcionalismo público.

Há a expectativa da participação do deputado federal Aliel Machado (PSB) e do deputado estadual Plauto Miró (União Brasil).

A cidade de Ponta Grossa fica a 103 km de Curitiba. Possui 355 mil habitantes. Fora a capital, é terceira mais populosa do Paraná –ficando atrás apenas de Londrina e Maringá.

Deputada Mabel Canto (PSC) e sua família recebem Roberto Requião no dia 23 de outubro, em Ponta Grossa. Caravana chega aos Campos Gerais depois de passar por Francisco Beltrão (Sudoeste) e Jacarezinho (Norte Pioneiro).
Deputada Mabel Canto (PSC) e sua família recebem Roberto Requião no dia 23 de outubro, em Ponta Grossa. Caravana chega aos Campos Gerais depois de passar por Francisco Beltrão (Sudoeste) e Jacarezinho (Norte Pioneiro).

Leia também

Europa propõe proibição de privatizações enquanto Ratinho Junior, em Dubai, tenta vender o Paraná para “fundos abutres”

Farra em Dubai causa dor de barriga no governo Ratinho Junior; deputado cobra explicações do Palácio Iguaçu

Ao custo de R$ 6 milhões, Dubai é uma festa para Ratinho Junior e comitiva de 200 pessoas