Zé Trovão saiu do alerta vermelho da Interpol, diz site de direita

Zé Trovão saiu do alerta vermelho da Interpol

O líder dos caminhoneiros Zé Trovão saiu do alerta vermelho da Interpol, informou a jornalista Sandra Terena, mulher o também jornalista bolsonarista Oswaldo Eustáquio.

Segundo o site Diário Popular, Zé Trovão teve seu nome retirado do alerta vermelho da Interpol –a Polícia Internacional, que tem em sua lista o nome de 118 brasileiros.

Segundo a reportagem do site de direita, Trovão não está foragido da justiça. O texto garante que ele está a disposição das autoridades brasileiras em hotel que já é de conhecimento público na Cidade do México, aguardando apenas a revogação da prisão para voltar ao Brasil.

“O caminhoneiro está com o jornalista Oswaldo Eustáquio que faz uma cruzada internacional pela liberdade por toda a América Latina”, diz o site.

“A retirada do nome do caminhoneiro do alerta vermelho e o aceno do Procurador-Geral da República, Augusto Aras, informando ao ministro Alexandre de Moraes, que TODOS os inquéritos envolvendo a LSN perderam o objeto, revela que os inquéritos 4871, 4874 e 4879 devem ser arquivados, da mesma forma como ocorreu com o inquérito 4828”, afirma o DP.

Na semana passada, Zé Trovão confirmou que houve um acordo entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro Alexandre de Moraes. A avença teria sido facilitada pelo ex-presidente Michel Temer. Após a repercussão do vídeo [assista abaixo], o líder dos caminhoneiros ficou “nervoso” e não quis fazer com o Blog do Esmael. “Ele não quer dar entrevista nem para a direita nem para esquerda”, disse Eustáquio, porta-voz do colega no exílio.

Oswaldo Eustáquio foi o primeiro a ter a ordem de prisão revogada após a carta assinada por Bolsonaro, na quinta-feira (09/09), pedindo desculpas para Moraes. O documento foi redigido por Temer.

“Uma tacada de mestre do presidente Jair Bolsonaro foi responsável por esse efeito cascata que deve colocar em liberdade os presos políticos e afastar todas as medidas cautelares de censura. Bolsonaro sancionou a nova Lei, com vetos em artigos que poderiam criminalizar, de forma equivocada, os presos políticos. Ou seja, desde de 2 de setembro, não existe Lei que sustente os inquéritos e as prisões”, elogia o texto da mulher de Eustáquio.

Assista ao vídeo de Zé Trovão falando do “acordo”

Leia também

Oswaldo Eustáquio se lança como pré-candidato ao Senado em 2022 [vídeo]

Zé Trovão fica “nervoso” após entregar suposto acordo havido com Alexandre de Moraes [vídeo]

Segundo o Datafolha, 76% dos brasileiros autorizam o impeachment se Bolsonaro sair das quatro linhas da Constituição