Presidente do PT, Arilson Chiorato, coordena caravana de Requião no Paraná

PT embarca na caravana de Requião pelo Paraná; ex-governador define filiação em novembro

O deputado Arilson Chiorato, presidente do PT no Paraná, além de embarcar o partido na caravana de Requião pelo estado, é um dos coordenadores da agenda política da pré-candidatura do ex-governador ao Palácio Iguaçu na eleição de 2022.

Arilson definiu junto com Roberto Requião os primeiros encontros regionais em Francisco Beltrão, Jacarezinho, Guarapuava e Paranaguá a partir da semana que vem.

Os temas centrais no périplo requianista serão a encampação do pedágio pelo Estado, com a redução da tarifa aos usuários das rodovias; congelamento com redução das tarifas de água e luz; isenção de impostos para retomar o desenvolvimento e a geração de empregos; dentre outras bandeiras, que serão lançadas em público.

Arilson Chiorato é coordenador-geral da “Geringonça“, movimento plural e suprapartidário surgido no começo de 2021 para discutir os gargalos do Paraná.

A Geringonça é reúne personalidades que se opõem ao governo Ratinho Junior (PSD) acerca do pedágio, saúde, vacinação, tarifas de água e luz, economia, educação, enfim, na oferta de serviços públicos essenciais aos paranaenses. Nessa fase, o movimento começou a se regionalizar. A primeira experiência ocorre no município de Ponta Grossa, nos Campos Gerais.

Antes de começar oficialmente a ‘Caravana Pelo Paraná’, Requião visita este fim de semana os municípios de Pinhão e Guarapuava, região Central, onde ele tem laços familiares. Sua genitora, Lucy Requião era guarapuavana. Essa agenda é acompanhada pelos dois netos gêmeos Marcelo e Matheus e seu filho, o deputado Requião Filho (MDB).

Requião define filiação partidária em novembro

Requiao recebeu o presidente estadual do PTC, Alexandre César Discioli
Requiao recebeu o presidente estadual do PTC, Alexandre César Discioli

Segundo o ex-governador do Paraná, as conversas estão bem encaminhadas com PSB, PT e PDT. No entanto, ele só vai definir sua filiação partidária em novembro próximo. Ele aguarda a consolidação pelo Congresso Nacional do novo Código Eleitoral, que vai ditar as regras para as eleições de 2022, dentre as quais as coligações e tempo de televisão no horário eleitoral no rádio e televisão.

Requião intensificou nos últimos dias contatos políticos partidários, com entidades de juventude, sindicatos, federações, associações e centrais sindicais.

Nesta semana, por exemplo, o pré-candidato recebeu o presidente estadual do PTC, Alexandre César Discioli.

Requião Filho no PDT

O deputado Requião Filho, filho do ex-governador, confirmou ao Blog do Esmael que vai se filiar no PDT em março próximo, na janela partidária. Com esse movimento, descolando do pai, ainda persistem as possibilidades de Requião se filiar no PSB ou na PT.

O que dificulta a filiação de Requião pai no PDT é a verve antipetista e anti-Lula do ex-ministro Ciro Gomes, que não decola nas pesquisas e sua verborragia pode ajudar mais os adversários do campo progressista no Paraná e no Brasil. Ou seja, Ciro belicoso atuaria mais como cabo eleitoral da direita, de Bolsonaro e de Ratinho Junior.

Leia também

Datafolha manda Lula encomendar terno novo para a posse; petista lidera pesquisa para presidente em 2022

Para a Folha, Lula é contra o impeachment de Bolsonaro

Zé Trovão fica “nervoso” após entregar suposto acordo havido com Alexandre de Moraes [vídeo]