Pedágio volta a assombrar governo de Ratinho Junior e aliados no Paraná [vídeos]

Pedágio volta a assombrar governo de Ratinho Junior e aliados no Paraná [vídeos]

Três eventos sobre o pedágio ocorreram nas últimas horas e indicam que essa questão está mal resolvida, que pode ainda complicar a vida do governador Ratinho junior (PSD), sua base de sustentação na Assembleia Legislativa e o desempenho eleitoral do presidente Jair Bolsonaro no Paraná.

Evento 1:
O deputado Arilson Chiorato (PT), em discurso na ALEP, reivindicou que a Frente Parlamentar sobre o Pedágio tenha representatividade nas negociações entre o Paraná e o governo federal acerca do novo modelo de pedágio. O governo do estado disse que não tem nada com isso e jogou essa demanda para o governo federal.

Evento 2:
O presidente da Câmara de Cascavel, vereador Alécio Espinola (PSC), cobrou que entidades e políticos nominem o nome do governador Ratinho Junior e os deputados que votaram a favor da concessão do pedágio e da instalação de 15 novas praças de cobrança no estado.

Evento 3:
Em visita ao município de Marechal Cândido Rondon, no Oeste, Ratinho foi surpreendido com o Movimento Costa Oeste Contra o Pedágio. Entidades e lideranças locais lutam contra as novas praças de Toledo e de Mercedes. O governador tirou o corpo fora, saiu de fininho. Ele deixou a batata quente na mão do presidente Bolsonaro, seu fiel aliado.

Discurso de Arilson Chiorato na ALEP nesta quarta 22/09/2021 (Evento 1)

Discurso do vereador vereador Alécio Espinola (PSC) presidente da Câmara de Cascavel, em 21/09/2021 (Evento 2)

Fuga espetacular de Ratinho Junior 22/09/2021 em MCR (Evento 3)

Perguntado pelo repórter Fernando Nègre (Portal Rondon) sobre o pedágio, o governador Ratinho Junior empreendeu fuga espetacular em Marechal Cândido Rondon, Oeste do Paraná.

Leia também

Deputados preparam ação no STF contra pedágio mais caro do mundo no Paraná

Deputados relatam “perrengue” após terem aprovado por mais 30 anos pedágio no Paraná

Veja essa: Bolsonaro e Ratinho se unem para colocar pedágio até no ‘mar’ da Ilha do Mel (PR)