Ao vivo: Entrevista com Oswaldo Eustáquio, o "Che Guevara" da direita

Oswaldo Eustáquio livre, decide ministro do STF Alexandre de Moraes

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), revogou o pedido de prisão do jornalista bolsonarista Oswaldo Eustáquio.

A decisão do relator do inquérito das milícias digitais no STF retirou o pedido de prisão preventiva dos bancos de dados da polícia brasileira.

Oswaldo Eustáquio livre, após decisão do STF, se prepara para voltar do México onde se exilou voluntariamente desde a semana passada.

Nos meios políticos e jurídicos, os maledicentes afirmam que a liberdade de Eustáquio entrou no “pacote” de negociação triangulada entre o presidente Jair Bolsonaro, o antecessor Michel Temer e o ministro Alexandre de Moraes.

O mesmo destino não teve [ainda] o caminhoneiro Zé Trovão, que teve a prisão decretada por incitar movimento violento no 7 de Setembro. O moço continua foragido no México e disse que espera, por meio de um habeas corpus, o mesmo tratamento dispensado a Eustáquio.

A princípio, também não entrou no acordão ‘com Supremo e tudo’ Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB. Ele teve a prisão preventiva decretada pelo ministro do STF, Alexandre de Moraes, por envolvimento com a milícia digital.

Leia também

Ricardo Barros volta para o ‘bico do corvo’ após o recuo do presidente Jair Bolsonaro

BOLSONARO FORA EM 2022

Mundo político resume como Bolsonaro se saiu da ‘Semana da Pátria’ em apenas uma imagem; confira

MDB de Curitiba contraria Michel Temer aderindo à manifestação pelo ‘Fora Bolsonaro’ no 12 de setembro