Oswaldo Eustáquio divulga como "parte do acordo" decisão do ministro Alexandre de Moraes

Oswaldo Eustáquio divulga como suposta “parte do acordo” decisão do ministro Alexandre de Moraes

O jornalista bolsonarista Oswaldo Eustáquio, autoexilado no México há um mês, divulgou nesta terça-feira (21/09), como suposta parte do acordo com o Supremo, decisão do ministro Alexandre de Moraes que revogou sua prisão.

“Moraes revogou de ofício a minha prisão, sem ouvir a Procuradoria-Geral da República (PGR)”, disse ao Blog do Esmael. “E a grande imprensa tratou por fake News”, contestou Eustáquio, insistindo que houve um suposto “acordo” com o Supremo.

O inquérito nº 4.879 foi instaurado a pedido da PGR nas vésperas das manifestações de 7 de Setembro contra o STF, quando se temia atos “criminosos” e “violentos” durante paralisação de caminhoneiros.

Na decisão de revogação da prisão de Oswaldo Eustáquio, em 9 de setembro, o ministro do STF diz que verificou ausência de requisitos para a manutenção da decretação da prisão preventiva e por isso Moraes mandou recolher o mandado.

A mesma sorte [ainda] não teve Zé Trovão, que, na semana passada, entregou a existência de um suposto acordo entre Alexandre de Moraes e o presidente Jair Bolsonaro. O entendimento teria sido facilitado pelo ex-presidente Michel Temer (MDB).

Clique aqui para ler a íntegra da revogação da prisão de Oswaldo Eustáquio.

Leia também

Deu no New York Times: Não vacinado e desafiador, Bolsonaro recua contra as críticas no discurso da ONU

Auxílio emergencial acaba em outubro, mas Bolsonaro disse que pagou R$ 4,2 mil para 68 milhões de pessoas

Leia a íntegra do discurso de Jair Bolsonaro na abertura da 76° Assembleia-Geral da ONU [com vídeo]

Gesto obsceno de Queiroga revolta congressistas [vídeo]