Lula se antecipa e faz pronunciamento à Nação antes de Bolsonaro, que fala hoje à ONU. Foto: Ricardo Stuckert

Lula se antecipa e faz pronunciamento à Nação antes de Bolsonaro, que fala hoje à ONU

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, líder absoluto nas pesquisas presidenciais de 2022, se antecipa nesta terça-feira (21/09) e faz seu pronunciamento à Nação antes que o presidente Jair Bolsonaro, em Nova York, na abertura da 76ª Assembleia-Geral da ONU [clique aqui para assistir].

Lula fala aos brasileiros a partir da rádio Vitoriosa, em Uberlândia, Minas Gerais.

Acompanhe ao vivo ao pronunciamento de Lula à Nação [vídeo]

O que disse Lula [em tempo real]

– Eu me cuido muito. Tô andando quase 9km por dia. Quero estar muito bem ano que vem. E mesmo que eu não fosse candidato eu iria me cuidar. Não quero deixar a vida me levar tão cedo… rs

– Não consigo dormir tranquilo sabendo que esse povo que já foi tão feliz, hoje não consegue comprar comida. Não é possível que no país que tem mais cabeça de gado no mundo, o povo não consiga mais comer carne.

– Minha preocupação agora é a barriga vazia do povo. Quem tem fome tem pressa. Ficam me perguntando o que estou achando das pesquisas… Eu não tô preocupado com as eleições agora. Sinceramente não quero saber se tô em primeiro lugar, se deixo de estar.

– O pobre vai no supermercado pra comprar o que comer e paga mais imposto proporcionalmente que o dono de banco. O Brasil não pode mais ser um país concentrador de renda. A gente tem que fazer o dinheiro circular. Todo mundo entra nessa roda gigante e TODO MUNDO GANHA.

– Vocês tem noção que tem gente colocando pedra na calçada pra cozinhar?! O povo não tem mais dinheiro pra comprar gás. Gente se queimando com álcool. É inacreditável que um bujão de gás chegue a R$ 135. O país tá sem controle.

– O país está paralisado. Ninguém confia em ninguém. Empresário não tem confiança. Investidor estrangeiro não confia no Brasil. Estamos retrocedendo. 15 milhões de desempregados totalmente abandonados. Que país é esse?!

– Eu não sou dono da verdade. Por isso quando era presidente montei um conselho que tinha índio, tinha fazendeiro, tinha sem terra, empresário e representante de sindicato. Não sou obrigado a de saber tudo. Então eu ouvia todo mundo.

– Eu tenho uma causa e essa causa é recuperar o Brasil para os brasileiros. Estou convencido de que dá pra fazer as pessoas voltarem a ter orgulho de viver nesse país.

– Todo mundo anda acordando meio carrancudo. Não sei se é esse negócio de twitter, de só viver em rede social, que de social não tem nada, né.. Ninguém nem olha na cara do outro. Todo mundo virou algoritmo. Não sou muito afeito desse mundo, não. Acredito em um mundo mais humanista.

Leia também

Em nota, CPI lamenta negacionismo de Bolsonaro em Nova York

Veja essa: Nova York tenta vacinar Bolsonaro durante a Assembleia-Geral da ONU

Bolsonaro fala à ONU às 10 horas desta terça-feira; acompanhe pelo Blog do Esmael