Gesto obsceno de Queiroga revolta congressistas [vídeo]

Gesto obsceno de Queiroga revolta congressistas [vídeo]

O gesto obsceno do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, a manifestantes em Nova York, na noite de segunda-feira (20/09), causou revolta em congressistas brasileiros.

O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), disse que o ministro foi “abduzido pelas trevas” bolsonaristas ao fazer o gesto obsceno dando o dedo aos manifestantes.

“Se alguém ainda alimentava alguma esperança em Queiroga, esqueça. Seu gesto obsceno “dando dedo” para manifestantes não deixa dúvidas: ele já foi abduzido pelas trevas. É um caso perdido”, criticou o parlamentar.

A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR), disse que o ministro é um “descontrolado” que envergonha o País.

“Gesto de Queiroga em NY é outro vexame! Uma pandemia, gente morrendo e o ministro da Saúde do Brasil é um descontrolado. Desse governo não salva um. É muita vergonha e tristeza pro nosso país!”, escreveu no Twitter a congressista e dirigente petista.

Em frente ao hotel em que a comitiva brasileira está hospedada, os manifestantes gritavam palavras de ordem contra Bolsonaro. O presidente era chamado de “genocida” e “assassino” e eles gritavam “Fora Bolsonaro”.

Veja o vídeo com o ministro Queiroga dando o dedo

Leia também

Ao vivo: Pronunciamento de Bolsonaro na 76ª reunião da Assembleia-Geral da ONU; siga

Lula se antecipa e faz pronunciamento à Nação antes de Bolsonaro, que fala hoje à ONU

Em nota, CPI lamenta negacionismo de Bolsonaro em Nova York