Carta ao Zé de Abreu com cópia para Tabata Amaral

Carta ao @zehdeabreu com cópia para @tabataamaralsp

Ao
Zé de Abreu
Autoproclamado Presidente da República do Brasil
RIO DE JANEIRO – BRASIL
C/C: Tabata Amaral [São Paulo/Recife]

Caríssimo Zé de Abreu,

O identitarismo é uma armadilha. A presidenta Dilma Rousseff deve saber bem disso. Ela prestigiou como ninguém as mulheres, com políticas afirmativas, e o que recebeu em troca? Hostilidades e traição dos setores médios e altos.

Parte das mulheres, sobretudo as de direita, desumanizou Dilma em 2016 para atacá-la com virulência que não se aplica nem aos animais porque as leis os protegem.

O teu retuíte, o famoso RT, sobre a deputada Tabata Amaral não expressa o que você pensa. Não é endosso, como você deixou claro. Não creio que você a socaria. Essa tarefa cabe ao eleitor, nas urnas.

Em 2022, o cidadão irá às urnas e terá de ser lembrado que Tabata votou na Câmara pela retirada de direitos dos trabalhadores, pela reforma da previdência, que impossibilita os velhos de se aposentarem; ela também votou pela privatização dos Correios e pelo Banco Central “independente” dos brasileiros –a serviço dos bancos privados.

O soco é político, não físico. É cancelar nas urnas. Deixar sem mandato.

Zé, sei que você esteve ao lado de Dilma enquanto parte das mulheres [de direita] a enxovalhava; confesso que não sei de que lado estava Tabata. Talvez alguém possa nos informar disso.

Também vi que você lutou contra as privatizações, a reforma da previdência, o Banco Central independente, enfim, você esteve ao lado do povo brasileiro. Você é um dos ícones da luta pelo Fora Bolsonaro, impeachment já.

O identitarismo, Zé, visa fracionar para alienar a sociedade. Não discute o todo, mas o próprio umbigo. Lembra muito a divisão social do trabalho, que, especializa o trabalhador para lhe arrancar a alma e a capacidade de reagir diante da brutalidade do capitalismo selvagem.

Isso daria mais belo debate no programa “Vozes Progressistas” [@VozProgressista], comandado pela @LuaSantis, no Spaces do Twitter, não acha?

Querido Zé de Abreu, não caia na armadilha do identitarismo. Debata o todo e vença mais esse embate. Queremos vê-lo passando a faixa presidente para o Lula.

Aliás, dentro do próprio identitarismo, o que Tabata representa é a minoria da minoria.

Conte com a solidariedade do Blog do Esmael.

Curitiba, 26 de setembro de 2021.

Abraço,

Esmael.

Leia também

Bolsonaro ganha ‘banho e tosa’ na capa da revista Veja após naufrágio da terceira via

Eduardo Cunha anuncia candidatura por SP e já tem slogan de campanha: “Eu acabei com o PT”

Luiz Inácio Lula da Silva vai a Brasília segunda-feira pelo impeachment de Bolsonaro