Presidente Jair Bolsonaro

URGENTE: BOLSONARO É INTERNADO ÀS PRESSAS EM BRASÍLIA

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi internado às pressas para exames nesta quarta-feira (14/7) no HFA (Hospital das Forças Armadas), informou em nota a Presidência da República. O mandatário realiza bateria de exames para investigar a causa dos soluços, que persistem há mais de 11 dias.

Segundo a nota do Palácio do Planalto, “por orientação médica, o presidente ficará sob observação, no período de 24 a 48 horas, não necessariamente no hospital. Ele está animado e passa bem”.

A causa da crise de soluços do presidente Jair Bolsonaro pode ter origem nervosa. Há mais de onze dias, hic, ele vem sofrendo com a contração involuntária do diafragma.

Por causa do internamento, a agenda do presidente foi cancelada.

“Foi cancelada a reunião entre os presidentes dos Poderes Judiciário, Executivo e Legislativo que aconteceria nesta quarta-feira (14/7). O encontro será oportunamente reagendado”, diz um comunicado do Supremo Tribunal Federal (STF), que esperava Bolsonaro para reunião do Comitê de Coordenação Nacional para Enfrentamento da Pandemia da Covid-19.

Nas últimas horas, o presidente Bolsonaro tem demostrado abatimento físico e mental -caraterísticas da melancolia.

Leia também

Confira a íntegra da nota da Presidência da República:

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, por orientação de sua equipe médica, deu entrada no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, nesta quarta-feira (14) para a realização de exames para investigar a causa dos soluços.

Por orientação médica, o Presidente ficará sob observação, no período de 24 a 48 horas, não necessariamente no hospital. Ele está animado e passa bem.

Secretaria Especial de Comunicação Social
Secom/MCom

Soluço, que bicho é esse?

Segundo especialistas, a causa da crise de soluços do presidente Jair Bolsonaro pode ter origem nervosa. Há mais de onze dias, hic, ele vem sofrendo com a contração involuntária do diafragma.

Além da possibilidade da origem gastrointestinal, a crise também pode ser estresse, ansiedade e alterações do sistema nervoso central, passando por diabetes, disfunção renal e chegando até mesmo a infarto e pneumonia.

A explicação é do gastroenterologista Bernardo Martins, do Hospital Santa Lúcia Norte, em Brasília.

Os soluços do presidente Jair Bolsonaro começaram nas manifestações de 3 de julho, o #3J, pelo impeachment.

O soluço, caro leitor, é a véspera da queda.