roberto requião 2022

Requião dá xeque-mate no MDB: ‘ou ganho a convenção com amplo apoio ou saio do partido’

Nas vésperas da convenção estadual do MDB do Paraná, Roberto Requião já colou um pé para fora da agremiação ao dar um xeque-mate nos convencionais: ‘ou ganho convenção ou saio do partido’, disse ele neste domingo (18/7).

O termo “xeque-mate” foi empregado aqui porque, caso Requião saia da sigla, o MDB corre risco de eleger apenas um deputado federal e nenhum estadual. Hoje, a legenda tem dois federais (Frangão e Sergio Souza) e dois estaduais (Requião Filho e Anibelli Neto).

Devido a proibição de coligações proporcionais, o deputado Hermes “Frangão” Parcianello seria o único eleito pelo partido em 2022. Ele está cumprindo seu 6º mandato na Câmara.

Com a candidatura de Requião ao governo do Paraná, por outro lado, calculam os luas-pretas, o MDB poderia eleger até cinco deputados federais e ao menos 10 estaduais.

Leia também

Dito isso, se perder a convenção no próximo 31 de julho, Requião poderá fazer companhia no PSB para Marcelo Freixo, Flávio Dino e Aliel Machado.

“Cada vez mais claro: meus adversário se unem para entregar o MDB para o rato e Bolsonaro, ‘negócios'”, denunciou Requião no Twitter. “Nossa alternativa é ganhar amplamente a convenção ou sair do partido”, orientou sua tropa.

Requião disse ao Blog do Esmael que está decidido deixar o MDB, se os convencionais não sufragarem seu nome com ampla maioria.

“Me apresento para recuperar o velho MDB COM MINHA HISTÓRIA. Enfrentarei adversários com prontuários!”, escreveu nas suas redes sociais, afirmando que mostrará a ficha corrida dos adversários na semana da convenção.

Nota 1: no enxadrismo, o xeque-mate significa ataque decisivo ao rei, peça mais importante do jogo de xadrez, em que não há qualquer possibilidade de fuga ou defesa, o que implica o término da partida com a consequente derrota do jogador atacado.

Nota 2: se Requião deixar o MDB, o deputado Requião Filho também abandonaria a legenda na “janela partidária” de março do ano que vem.