Rafael Greca presta homenagem a Requião em Curitiba

Prefeito Rafael Greca faz evento em homenagem a Requião em Curitiba; possível apoio em 2022?

O prefeito de Curitiba, Rafael Greca (DEM), homenageou nesta sexta-feira (16/7) o ex-governador Roberto Requião (MDB) na sede da Guarda Municipal de Curitiba. O governador Ratinho Junior (PSD) não compareceu à cerimônia por motivos óbvios.

Requião, pré-candidato ao governo do Paraná, disse que o evento foi em comemoração aos35 anos da Guarda municipal, criada no mandato de como prefeito da capital paranaense. O emedebista administrou Curitiba entre 1986 e 1989.

“Homenagem na Sede da Guarda Municipal de Curitiba, que recebo com muito orgulho nesta data, em que se comemoram os 35 anos da Guarda municipal, criada em meu mandato como prefeito da capital paranaense”, publicou Requião em suas redes sociais.

“Meus sinceros agradecimentos ao atual prefeito Rafael Greca e a toda sua equipe, em especial a todos os guardas que cuidam da segurança das nossas famílias”, agradeceu o ex-governador e ex-prefeito.

Greca e Ratinho estão rompidos

Não convidem para comer o mesmo “pierogi” o prefeito de Curitiba, Rafael Greca, e o governador Ratinho Junior. Não é porque um come mais que o outro. Pelo contrário. A confusão é porque o inquilino do Palácio do Iguaçu tentou marcar gols subindo nas costas do alcaide curitibano.

O estranhamento dos dois começou quando Ratinho pressionou a Prefeitura, por meio de um vereador, para a construção de um viaduto na região de Santa Felicidade. Segundo o prefeito, o governador queria chegar 15 minutos antes em casa.

Leia também

Depois, na pandemia, Greca pediu para que Ratinho respeitasse Curitiba.

Greca pediu reparação a Ratinho de uma “discrepância” na distribuição de vacinas. Ou seja, o governador divulgava vacinação sem que houvesse doses suficientes.

Para entender o confronto Ratinho x Greca

Muito além das vacinas, tem a questão da eleição 2022. O prefeito Rafael Greca foi preterido da chapa majoritária de Ratinho Junior, que escolherá para a vice um nome do PP –do deputado Ricardo Barros, líder do governo na Câmara– e apoiará a reeleição do senador Alvaro Dias (Podemos).

Mesmo com Ricardo Barros na frigideira, em virtude de denúncias na CPI da Pandemia, Greca não quer conversa com Ratinho. Nos bastidores, correligionários do prefeito curitibanos só chamam o governador de “moleque”.

A homenagem de hoje a Requião, portanto, aponta a tendência de Greca cumprir o mandato até o último dia e se aproximar da pré-candidatura Roberto Requião.

Greca e Requião são amigos de longa data e a mulher do prefeito, Margarita Sansone, é uma entusiasta do apoio do marido ao amigo emedebista.

Em seu Twitter, Requião se solidarizou com Greca acerca das vacinas: “Greca reclama que Curitiba está sendo discriminada nas vacinas. Por que essa asneira governador rato? Pare de fazer bobagem!” [sic].