Cineasta Spike Lee é o presidente do júri do Festival de Cinema de Cannes

O mundo está sendo governado por gângsteres como ‘Fora Bolsonaro’ no Brasil, diz cineasta Spike Lee

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) levou uma sabugada nesta terça-feira (6/7) do cineasta Spike Lee, presidente do júri de Cannes em 2021.

“O mundo está sendo governado por gângsteres. O Agente Laranja [em referência a Trump], o cara do Brasil [em referência a Bolsonaro] e Putin. São gângsteres e vão fazer o que quiserem. Não têm moral ou escrúpulos, esse é o mundo em que vivemos, e precisamos levantar a voz contra gângsteres como esses”, disse Spike Lee.

O premiado diretor não soube pronunciar o nome “Jair Bolsonaro” em sua fala, por isso ele se referiu ao presidente como “o cara do Brasil”. No entanto, há quem tenha ouvido Lee balbuciar ‘Fora Bolsonaro’ como sendo o presidente do Brasil, mas até agora o Blog do Esmael não conseguiu confirmar em Cannes.

Leia também

O diretor de “Faça a coisa certa” e “Infiltrado na Klan”, de 64 anos, além de ‘Fora Bolsonaro’, também atacou o presidente russo Vladimir Putin e o ex-presidente americano Donald Trump. Para Spike Lee, esse trio são gângsteres que governam o mundo na atualidade.

Festival de Cinema de Cannes de 2021 ocorre entre hoje até o próximo dia 17 de julho, na França, onde ele fez o discurso na abertura do evento.