Privatização dos Correios é mais um golpe do governo Bolsonaro

O golpe da privatização dos Correios em tempos de corrupção de Bolsonaro

Mais do que um golpe, o governo do presidente Jair Bolsonaro pretende fazer um novo “negócio” com a privatização dos Correios. O tema está na pauta desta terça-feira (6/7) na Câmara.

“Mais um golpe desse governo que quer enriquecer ainda mais o mercado. Como pode um governo rejeitado por 63% do povo acelerar a venda de uma empresa superavitária de mais de 350 anos?”, questiona a deputada Rosa Neide (PT-MT).

O ex-presidente Lula, numa entrevista à rádio Salvador FM, disse hoje que esse negócio de tentar privatizar os Correios é contra os interesses nacionais.

Leia também

“Se o governo não sabe administrar, pra que governo?! Essas empresas que eles querem vender agora são estratégicas. Foram construídas com muito suor do povo brasileiro. E dão ao governo o poder de induzir nosso desenvolvimento”, manifestou-se o petista.

De acordo com o secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados do Ministério da Economia, Diogo Mac Cord, o governo pretende se desfazer de 100% do capital da estatal.

Bolsonaro avalia que, como ‘passou o boi’ da privatização da Eletrobras, agora é hora de ‘passar a boiada’ liquidando também o icônico Correios. O Palácio do Planalto planeja aprovar o projeto no Congresso até dia 15 de julho, antes do recesso parlamentar.