Gleisi Hoffmann, Lula e Bohn Gass

Lula planeja com PT “agosto vermelho” contra Bolsonaro na Câmara

  • Lula planeja “agosto vermelho” contra Bolsonaro na Câmara

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva resolveu dedicar-se na orientação da oposição ao presidente Jair Bolsonaro na Câmara. Nesta sexta-feira (17/7), por exemplo, o petista se encontrou com parlamentares do PT.

No Twitter, Lula anunciou que esteve reunido hoje com a presidenta do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR), e o líder petista na Câmara, Bohn Gass (PT-RS).

“Conversamos muito sobre a oposição ao governo Bolsonaro e o enfrentamento ao desmonte do Estado promovido por esse desgoverno. Muito trabalho pela frente”, disse Lula.

Dentre os temas discutidos, os petistas ainda avaliaram a possibilidade de impeachment e as manifestações de 24 de julho [#24JforaBolsonaro] pelo Fora Bolsonaro.

O ex-presidente colocou na cabeça que para governar o país é preciso ter maioria no Congresso Nacional. Por isso, em todas suas intervenções, Lula tem reforçado a necessidade de a Câmara e o Senado elegerem parlamentares alinhados com o futuro presidente da República.

Leia também

Segundo ex-presidente Lula, líder em todas as pesquisas para 2022, o atual presidente da Câmara — Arthur Lira (PP-AL)– se aproveitou da pandemia e das sessões remotas para “passar a boiada” contra os interesses da sociedade e privilegiar os especuladores.

Lula planejou juntamente com os deputados do PT um “agosto vermelho” na Câmara a partir de agosto, ou seja, o “k-suco” poderá ferver para a base governista na Casa na volta do recesso.

Na conversa com Gleisi e Bohn Gass, Lula voltou a falar do drama da idosa Suzete Maria, que chorou no caixa do mercado por causa do aumento no preço dos alimentos.

“Como é que as pessoas conseguem dormir sabendo que tem gente passando fome? Esse país tá sem governo”, repetiu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.