Funcionários da Vivo podem deflagrar greve por tempo indeterminado nesta sexta-feira

Funcionários da Vivo podem deflagrar greve por tempo indeterminado nesta sexta-feira

A Vivo/Telefônica pode enfrentar greve dos funcionários a partir desta sexta-feira (30/7) por tempo indeterminado. O sindicato que representa os trabalhadores em telecomunicações no estado irá realizar assembleia geral da categoria às 8 horas de amanhã, em frente da empresa, na Rua Iapó, 1408, (Prado Velho), para decidir a deflagração do movimento paradista.

O Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações do Paraná (Sinttel-PR), além de Curitiba, convoca assembleias gerais em várias cidades do estado com instaladores da Telefônica/Vivo. Segundo a entidade, o indicativo é de greve, caso a empresa não queira discutir as reivindicações.

No Paraná, o quadro de funcionários da Vivo é 6 mil. Eles reivindicam reajuste no auxílio combustível; valor de referência mínimo; incentivo ao cumprimento de metas; e reajuste salarial.

Leia também

A Vivo é uma das maiores empresas do setor telefonia no País.

A princípio, essa greve é só dos instaladores/técnicos de rede. Esses profissionais seriam pouco mais de 500 no estado.

No Brasil a Telefônica/Vivo tem mais de 20 mil trabalhadores, incluindo vendas, atendimento, telemarketing, suporte técnico e instaladores.

A assembleia desta sexta vai determinar os rumos do movimento, que pode deflagrar paralisação por tempo indeterminado.