No Paraná, o índice de pessoas totalmente imunizadas é de 17,38%, menor que a média nacional

Apenas 18% da população brasileira está totalmente imunizada

De acordo com secretarias de Saúde aponta que 18,28% da população do país já está completamente imunizada com a segunda dose ou a dose única. No Paraná, esse índice é menor ainda: de 17,38%.

No Brasil, as pessoas que tomaram apenas a primeira dose somam mais de 97 milhões enquanto que no Paraná esse número é de 5.471.835. Os dados foram atualizados nesta terça-feira, dia 27 de julho.

Segundo a Universidade Federal do Paraná (UFPR), para conter a pandemia, o estado do Paraná precisa vacinar ‘totalmente’ ao menos 56% da população. É o que aponta um estudo publicado pelo grupo de pesquisa interdisciplinar Ação Covid-19, formado por pesquisadores de diversas áreas do conhecimento associados a 13 instituições, incluindo Maria Carolina Maziviero, professora do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da UFPR.

Leia também

Veja aqui o quadro de vacinação no País

Apenas 18% da população brasileira está totalmente imunizada
Apenas 18% da população brasileira está totalmente imunizada

O levantamento feito em 27 de julho junto às secretarias de municipais e estaduais de Saúde aponta o seguinte quadro na vacinação:

Total de pessoas que receberam ao menos uma dose: 97.335.965 (45,96% da população).

Total de pessoas que estão totalmente imunizadas (que receberam duas doses ou dose única): 38.704.270 (18,28% da população).

Total de doses aplicadas: 136.030.235 (87,81% das doses distribuídas para os estados).

Covid já matou 551.835 brasileiros na pandemia, segundo o Conass

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) afirma que 551.835 vidas foram perdidas para a Covid-19 desde o início da pandemia.

Embora haja ufanismo por parte da mídia e do governo, o número de óbitos continua enorme: 1.333 nas últimas 24 horas.

O boletim do Conass, nesta terça-feira(27/7), salienta que 41.411 foram infectados nas últimas 24 horas e que 19.749.073 contraíram a doença na pandemia.