Bolsonaro e Salles

Fora Salles e Fora Bolsonaro viralizam no Dia Internacional do Meio Ambiente

No Dia Internacional do Meio Ambiente, neste sábado (5/6), ‘bombaram’ nas redes sociais as palavras de ordem Fora Salles e Fora Bolsonaro –dois inimigos das florestas e da vida sustentável.

“A melhor preservação ambiental é Fora Salles e Fora Bolsonaro!”, cravou a presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), lembrando que o presidente Jair Bolsonaro e o ministro Ricardo Salles são inimigos do meio ambiente.

“Vamos reforçar a luta de resistência à destruição do governo Bolsonaro e em defesa dos nossos recursos naturais e dos povos indígenas”, completou a dirigente petista.

O ex-presidente Lula lembrou a data de hoje postando uma foto em que ele aparece plantando uma árvore. Segundo o petista, durante seu governo, foi provado que é possível conciliar desenvolvimento e sustentabilidade.

Leia também

O líder do MTST, Guilherme Boulos, fez uma enquete no Twitter: “Como você gostaria de celebrar o #DiaMundialDoMeioAmbiente?”

1. Fora Bolsonaro
2. Salles no banco dos réus
3. Ambas as alternativas

Para as ONGs e militantes verdes, independente de partido, hoje é dia de luta pela soberania nacional, pela proteção dos nossos recursos naturais, pela preservação ambiental e por um modelo de desenvolvimento sustentável, justo e inclusivo.

“Salles é acusado de envolvimento direto no contrabando de madeira ilegal e Congresso faz ofensiva contra leis ambientais, como PL 3729 que visa desmantelar o licenciamento ambiental. Dia Mundial do Meio Ambiente não é tem o que celebrar, tem luta”, disse a deputada Luiza Erundina (PSOL-SP).

O deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), líder da oposição na Câmara, pediu a demissão de Ricardo Salles do Ministério do Meio Ambiente enquanto o deputado Ivan Valente (PSOL-SP) recordou que “Salles é acusado de envolvimento direto no contrabando de madeira ilegal”.

“Não há saída para o meio ambiente e para a Amazônia que não inclua a prisão imediata de Ricardo Salles e do sua seleção da devastação”, exigiu a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ).

#DiaMundialDoMeioAmbiente