flavio dino

Flávio Dino vai se filiar no PSB na próxima terça-feira

  • PCdoB afirma que vicissitudes da política levaram Flávio Dino a se desfiliar

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, anunciou para a próxima terça-feira (22/6) a filiação do governador do Maranhão, Flávio Dino, que deixou ontem (17/6) o PCdoB depois de 15 anos.

Siqueira disse que recebeu uma ligação telefônica de Dino, nesta sexta (18/6), informando sua filiação ao PSB nesta terça (22/6), às 11h.

“Enorme alegria em receber no PSB este valoroso companheiro de luta por um Brasil mais próspero e justo e, sobretudo, aliado obstinado na batalha que travamos contra a barbárie”, disse o dirigente socialista.

O governador maranhense disse que a filiação e a do deputado Marcelo Freixo, do Rio, ajudam no diálogo do PSB com o ex-presidente Lula.

Ex-juiz federal, Flávio Dino é lembrado para a vice na chapa do petista em 2022.

Leia também

PCdoB afirma que vicissitudes da política levaram Flávio Dino a se desfiliar

Em nota assinada pela presidenta nacional Luciana Santos, o PCdoB se posicionou sobre o pedido de desfiliação feito pelo governador Flávio Dino divulgado na manhã desta quinta-feira (17). A nota registra que, no período de 15 anos em que Dino esteve filiado, as ações e lutas que ele o partido promoveram juntos “resultaram em grandes conquistas para os maranhenses e para o povo brasileiro”. A nota registra ainda que “Flávio foi deputado federal e foi eleito e reeleito governador do Maranhão, sempre com total apoio da militância do Partido e de suas direções” e que sua desfiliação se deve a vicissitudes políticas.

Prestes a completar cem anos de história, o partido afirma na nota que “seguirá sua jornada alicerçado em seu valioso coletivo de militantes e no seu elenco de respeitadas liderança” e que seguirá “empunhando a bandeira da frente ampla em defesa da vida, da democracia e dos direitos, continuará em oposição vigorosa ao governo Bolsonaro e construindo alternativas e saídas para o Brasil”.

Desfiliação de Flávio Dino

Depois de um prolongado tempo de especulações, Flávio Dino anunciou sua desfiliação do PCdoB, no início da tarde desta quinta-feira, através das redes sociais. Dino agradeceu a “acolhida fraterna” , desejou “êxito ao Partido na sua caminhada em defesa de uma pátria livre e justa e afirma que seguirá se dedicando a construção de uma grande Frente da Esperança como “um vetor decisivo para um novo ciclo de conquistas sociais para o Brasil”.

O governador atribui sua desfiliação a visões diferentes entre ele e o PCdoB quanto a questões de estratégia e tática políticas, mas ressalta que elas “são menos importantes do que o meu reconhecimento ao papel histórico do partido na defesa de um novo projeto nacional de desenvolvimento para o Brasil”

Leia a íntegra da nota do PCdoB:

 

Acerca da desfiliação de Flávio Dino do PCdoB

 

Por quinze anos o governador Flávio Dino foi militante do PCdoB. Neste período, as ações e lutas conjuntas de Flávio e do Partido resultaram em grandes conquistas para os maranhenses e para o povo brasileiro. Nas fileiras do PCdoB, Flávio foi deputado federal e foi eleito e reeleito governador do Maranhão, sempre com total apoio da militância do Partido e de suas direções.

Por vicissitudes da política, ele, hoje, anunciou sua desfiliação do Partido.

O PCdoB, prestes a completar seu centenário, seguirá sua jornada alicerçado em seu valioso coletivo de militantes e no seu elenco de respeitadas lideranças. O Partido, empunhando a bandeira da frente ampla em defesa da vida, da democracia e dos direitos, continuará em oposição vigorosa ao governo Bolsonaro e construindo alternativas e saídas para o Brasil.

Brasília, 17 de junho de 2021

Luciana Santos, feito na

Presidente do PCdoB

Executiva Nacional do PCdoB