impeachment bolsonaro

Empurra que Bolsonaro cai: vem aí o superpedido de impeachment na Câmara

  • Superpedido de impeachment de Bolsonaro será protocolado dia 30 de junho
  • O protocolo do pedido será apresentado por partidos de todas as tendências políticas, centrais sindicais como a CUT e movimentos sociais

A Câmara tem sido o último refúgio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que, acuado pelas acusações de corrupção, recebe a blindagem do deputado Arthur Lira (PP-AL), presidente da Casa Legislativa.

É nesse contexto que partidos, parlamentares de esquerda, centro, direita, entidades sindicais como a CUT, movimentos sociais e pessoas físicas decidiram apresentar o superpedido de impeachment de Jair Bolsonaro à Câmara dos Deputados no próximo dia 30 de junho, às 14h.

A decisão foi tomada nesta quinta-feira (24/6), em reunião virtual ampliada. A peça inclui o conjunto de crimes cometidos pelo atual presidente da República desde que tomou posse em 2019, a maioria deles durante a pandemia do novo coroanvírus, que resultaram na morte de mais de 500 mil brasileiros.

Leia também

O pedido conjunto agrupa mais de uma centena de iniciativas apresentadas junto à Câmara dos Deputados por partidos, parlamentares, associações profissionais, entidades de classe e pessoas físicas, por diversos motivos, desde a posse de Bolsonaro.

O protocolo do pedido será acompanhado de ato político com participação das lideranças políticas e sociais e aberto à participação popular. Os responsáveis pela apresentação do pedido concederão entrevista coletiva após protocolar o documento.

Em paralelo a mais esta ação para o impeachment do presidente, está sendo organizada mais uma grande manifestação no Brasil e no exterior, no dia 24 de julho, da jornada Fora Bolsonaro, pela aceleração da vacinação em massa, auxílio emergencial de 600 reais até o fim da pandemia, em defesa da vida do povo negro, contra a violência de gênero, contra os cortes da educação e habitação, por emprego e renda.